Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

FORTALEZA X CONFIANÇA - JOGO PARA CONSOLIDAR A LIDERANÇA

31 Jul 2016

Não é redundância, mas o Confiança está bastante confiante num bom resultado contra o Fortaleza,  no dia de hoje, isto porque, no entendimento dos seus diretores e da sua comissão técnica, e considerando os três últimos resultados, o time vem numa crescente, tendo tudo para surpreender o Tricolor de Aço. Nas últimas três partidas do Confiança perdeu em casa para o América, por 2 x 0; empatou fora de casa com o Salgueiro em 1 x 1 e venceu o ASA. Em casa por 1 x 0, conquistando 4 pontos em nove, que lhes conferem um rendimento de 44%.

 

Para enfrentar o Tricolor o time que derrotou o ASA deve ser mantido, já estando escalado com: Júnior Beliato;  Felipe Cordeiro,  Mimica,  Matheus Salustiano e Assis; Lucas Gomes, Wallace Pernambucano, Hygor Guimarães e Cascata; Thiago Silvy e Leandro Kivel. Destes jogadores os mais conhecidos são o Mimica, com passagem pelo Exterior; Cascata, que já atuou por vários clubes do Nordeste e o Thiago Silvy, que já atuou pelo Fortaleza, pela Série A.

 

Com relação às três últimas rodas Confiança e Fortaleza apresentam o mesmo desempenho, visto que o Tricolor perdeu para o Remo, fora de casa, por 2 x 0; empatou com o River em 1 x 1, fora de casa e nos seus domínios venceu o Botafogo da Paraíba, por 1 x 0. Somou quatro pontos em noves possíveis, apresentando, similarmente ao Confiança, um percentual de desempenho, ou de eficiência, de 44%.

 

A décima primeira rodada teve início ontem com o jogo ASA  2 x 2 Remo. O time paraense foi melhor durante todo o primeiro tempo, dominou completamente as ações, mas já no finalzinho do tempo um dos seus jogadores importantes, o Yuri, que por sinal havia marcado um dos  gols, cometeu um desatino, uma vez que, na tentativa de neutralizar um contra-ataque, fez uma falta desnecessária no meio de campo e, como consequência, por já ter recebido um cartão amarelo, foi expulso, prejudicando a equipe remista.

 

O Remo, com um jogador a menos, por todo o segundo tempo, não teve forças para suportar a pressão do time alagoano, cedendo o empate e por muito pouco não tomava a virada. Em que pese o empate ter sido bom para o Fortaleza, tendo em vista que uma vitória do time paraense o tiraria da liderança, enquanto analistas e sempre, temos que falar a verdade, de modo que defendemos a premissa de que o remo foi prejudicado pelo árbitro, Flavio Rodrigues de Souza de São Paulo, vez que no golo de empate do ASA o atleta Reinaldo Alagoano, na pequena área, ajeitou acintosamente a bola com a mão, dando uma mãozona ao time da casa.

 

A rodada se encerra hoje tem mais quatro jogos. América e River fazem um confronto interessante, visto que o time norte-rio-grandense tem 12 pontos e se o oponente vencer ficará também com a mesma pontuação, perdendo apenas no saldo de gols. O América é o favorito, com 43% de chances de vencer, enquanto o River tem 30%. O time riverino precisa vencer para ultrapassar o Confiança, de quem está atrás a um ponto, ficando fazendo figa por uma vitória do Fortaleza.

 

O Cuiab´pa enfrenta o Botafogo (PB) num embate em que mesmo sendo o mandante, consoante os especialistas, não é o favorito, pois tem apenas 19% de chances de sair vencedor, contra 48% do Botafogo. Nessa partida, como é obvio, temos que torcer por uma vitória do time cuiabano, ou por um empate. O Cuiabá necessita vencer para encostar no River, na hipótese deste perder, que tem nove pontos.

 

O salgueiro, o segundo maior favorito da rodada, com 50% de chances de sair vencedor, recebe o ABC que, segundo os experts, mesmo estando em terceiro lugar, com 17 pontos, conta apenas com 20% de probabilidades de sair vencedor. A nossa torcida é por uma vitória do salgueiro ou por um empate, vez que o ABC, com 17 pontos, pode ultrapassar o Fortaleza,  na eventualidade de um fracasso tricolor. Todos batendo na madeira.

 

Por fim o jogo do Tricolor que, na opinião dos experts é o maior favorito da rodada, com 64% de chances de sair vitorioso, contra apenas 10% do Confiança, donde se conclui que um vitória do time sergipano seria uma tremenda zebra. Na nossa ótica, se o Fortaleza bisar a exibição que teve contra o América tem tudo para confirmar o favoritismo e de se manter no topo da tabela, até porque, mais uma vez, será empurrado pela força da sua torcida.

 

A equipe sofrerá pequenas modificações. Uma delas ocorrerá na lateral-esquerda, onde o Bruno Melo terá toda a chance do mundo de mostrar para a torcida tricolor e à comissão técnica que reúne condições de brigar pela titularidade. A outra será no ataque, visto que o Juninho não joga, abrindo um leque de opções, dentre elas a possibilidade de estreia do João Paulo. Resta-nos apenas pedir o apoio imprescindível da torcida tricolor para este importante embate. Todos ao Castelão.

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.