Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

O FORTALEZA PRECISA DA VITÓRIA CONTRA O AMÉRICA PARA REASSUMIR A PONTA

 

O Remo, confirmando o seu favoritismo venceu o River por 1 x 0 e assumiu provisoriamente a primeira colocação do Grupo A, com 20 pontos e um a mais do que o Fortaleza. Foi um jogo muito equilibrado, mormente no primeiro tempo encerrado sem movimentação de placar.

 

Aos vinte e oito minutos do  segundo tempo, num lance de bola parada, a defesa riverina cochilou, ensejando que o jogador João Vitor se antecipasse e sozinho escorasse, de cabeça,   uma cobrança de escanteio, efetivada com maestria  pelo Eduardo Ramos,  para marcar o gol que selaria o resultado da partida, decretando uma derrota que complica a vida do River.

 

Foi um castigo para o River que, após o gol fustigou muito a defesa remista tentando o empate e teve até um gol anulado em que o árbitro alegou que o atacante do time piauiense levou a bola com a mão, um lance deveras duvidoso. Mercê desse resultado o River pode ser ultrapassado pelo Cuiabá, assumindo a lanterna do Grupo, isto porque se o time cuiabano, que joga fora, conseguir um empate com o Confiança deixará a última colocação pelo critério de saldo de gols.  

 

A rodada termina no dia de hoje com mais quatro jogos. O ABC recebe o Botafogo, num clássico nordestino, de segunda grandeza, num embate que, consoante os especialistas,  será dos mais parelhos. O ABC, quarto colocado com 17 pontos,  leva um ligeiro favoritismo, por jogar em casa, contando com 36% de probabilidades de sair vencedor. O Botafogo, o terceiro com 18 pontos,  conta com 34%, previsões que confirmam o equilíbrio da partida, enquanto o empate fica com 28% de probabilidades de vir a ocorrer. Um jogo de seis pontos no qual cravo o empate.

 

O Salgueiro recebe o ASA e, consoante os especialistas, é o segundo time com maior favoritismo, perdendo apenas para o Fortaleza, vez que se apresenta com 56% de chances de vencer, ficando o oponente com apenas e tão   somente com 11%. O empate conta com 33% de chances de se concretizar. Discordo um pouco dos especialistas, por achar que teremos um jogo muito disputado em que o favoritismo do time pernambucano se limita ao fator campo.

 

No andar de baixo da tabela o Confiança, décimo primeiro com 8 pontos,  recebe o Cuiabá, nono colocado com 9 pontos. De acordo com os experts o Confiança tem 50% de chances de sair vitorioso, enquanto o Cuiabá conta apenas com 23%. O empate tem 27%. No jogo da vida de ambos, o time cuiabano, em vencendo, tarefa que não será das mais fáceis, deixará a zona de rebaixamento, entregando a lanterna nas mãos do River. O Confiança vencendo vai a 14 pontos e se afasta um pouco da zona de degola.

 

Por fim vem o jogo que nos interessa. O Fortaleza recebe o América e precisa da vitória  para  reassumir a condição de primeiro colocado, retirada abruptamente pelo Remo, mediante a qual suplantaria o time remista em dois pontos. O Tricolor, na visão dos analistas é o favorito, por sinal o maior da rodada, com 66% de chances de vencer, ficando o América com 14% e o empate com 20% de probabilidades.

 

O Fortaleza conta com três desfalques consideráveis, dentre eles o Everton, que é o pulmão do time e como lançadeira e formiguinha joga mais para o time e menos para a plateia, diferente, por exemplo, do Maranhão, que adora ser ovacionado. A outra baixa, acontece no ataque, que não contará com o Juninho que, entre altos e baixos, vem conseguindo manter a titularidade. Outro que estará ausente será o Berna que, com certeza,  fará falta pela segurança e experiência, vamos ficar torcendo para que o Erivelton o substitua à altura.

 

Por todos esses fatores teremos uma partida complicada, isto porque o time americano, certamente, virá com tudo, pelo menos nos primeiros momentos, para cima do Fortaleza, pois um derrota o deixará estagnado, com apenas 13 pontos e muito próximo da zona de rebaixamento, principalmente se o Confiança vencer o seu compromisso contra o Cuiabá, quando então o ultrapassará na tabela de classificação. O jogo da vida do América.

 

Pelo que ficou delineado nos treinamentos o meio de campo do Fortaleza será formado por Corrêa, Juliano, Pio e Rodrigo Andrade, tendo este a primeira chance de entrar de cara e de dar mais estabilidade e criatividade ao setor. Esperamos que repita,  e até  supere a atuação contra o Confiança em que mostrou muitas qualidades, no passe, nos lançamentos, na movimentação e, sobretudo, no chute de meia distância. De certa forma nós que esperamos uma dupla formada por Everton e Rodrigo Andrade, nesta rodada e, possivelmente na próxima, ficaremos um tanto quanto frustrados.

 

O ataque será formado pelo Anselmo e o Daniel Sobralense que, se estiver bem, além de ajudar o meio campo, pode fazer um revezamento com o Rodrigo, dividindo com este as tarefas de armar o time e de atacar. Temos a esperança de que esse, nesta ligação e sintonia do meio campo e ataque será o nosso quadro tático.

 

O América pretendia  incluir na relação dos jogadores que virão enfrentar o Fortaleza os três reforços contratados ao Globo: O goleiro Rafael, o volante Pablo Oliveira e o atacante Romarinho, contudo em face de ter sido feriado no Rio, nesta sexta-feira, em razão da abertura da Olimpíada, a CBF não funcionou e como consequência esses atletas não foram regularizados, sendo excluídos das delegação.

 

Sem novidade na equipe  o time americano, para o importante compromisso contra o Tricolor de Aço, às 19 horas deste domingo, na Arena Castelão, em que joga as suas possibilidades de classificação, formará com: Camilo; Danilo Baia, Cleber, Maracás e Arthur Henrique; Felipe Macena, Diego Silva e Thiago Potiguar; Reis, Luiz Eduardo e Alex Henrique. Destes,  dois são mais conhecidos, o zagueiro Cléber que atuou pelo nosso rival e o meia Thiago Potiguar, que jogou pelo Fortaleza.

 

Desnecessário dizer que a maior arma do Tricolor será a sua torcida, que esperamos, como costumeiramente faz, compareça em massa no jogo de hoje e em todos os jogos de afunilamento da fase, para que o time, impulsionado pela força que surge das arquibancadas possa conseguir uma grande vitória. Nossa vez de apoiar o time torcida tricolor.

 

Por hoje c’est fini.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.