Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

FORTALEZA GOLEIA O REMO E ASSUME A LIDERANÇA DO GRUPO

12 Sep 2016

 

Fortaleza venceu o Remo, com folga, por 4 x 1 e se classificou para a próxima fase e de quebra classificou também o ABC que, com 28 pontos não pode ser alcançado por ASA e Remo que, com 24 pontos brigam por duas posições, ao lado do Botafogo (PB), que tem 26 pontos e que se classifica se conseguir mais um ponto, faltando ainda dois jogos, o de hoje contra o ASA, num confronto direto, que vai demarcar posições.

 

O ASA vencendo chegará a 27 pontos e ficará a um ponto da classificação. Ao Botafogo basta o empate, tendo em vista que chegando aos vinte e oito não poderá mais ser alcançado pelo Remo, que só tem 24. Esta é uma rodada de definição que pode ao seu final definir o terceiro classificado, desde que o Botafogo, conforme enfatizamos, conquiste um bom resultado. O Botafogo empatando restringirá a briga entre ASA e Remo pela quarta posição.  O Fortaleza ficará de camarote observando o desenrolar dos acontecimentos.

 

Considerando-se que o River está virtualmente rebaixado, vez que ainda não está degolado matematicamente, do sexto ao nono colocado ainda temos uma briga ferrenha contra o rebaixamento. São quatro clube lutando ferrenhamente para fugirem da última vaga do descenso: Cuiabá (20), América (19), Confiança (19) e Salgueiro (18 pontos) estão nessa briga de foice no escuro.

 

Desses o que tem posição mais confortável é o Cuiabá, que enfrenta o ABC em casa e que se vencer garantirá a O permanência na Série C. Desnecessário afirmar que vamos torcer pelo Cuiabá, posto que o ABC, em perdendo, permanecerá em segundo, jogando o Fortaleza pelo empate na última rodada, para se classificar como o primeiro do grupo, embora sem seis titulares não nos permitimos ainda ter uma ideia de como a equipe se portará com tantos desfalques. Torcemos para que conquiste um bom resultado.

 

Quanto ao jogo de ontem o Fortaleza fez uma exibição que merece o nosso aplauso, tendo em vista que, excetuando-se alguns momentos, e nenhum time é uma máquina, foi senhor das ações durante quase toda a partida. É verdade que sofreu o empate, mas não podemos tirar os méritos do Remo, que é uma grande equipe e não se encontra no G-4 por acaso.

 

O Berna está sendo, de certo modo crucificado, pelo gol sofrido, em cujo lance, como se estivesse se assustados deixou que a bola passasse por entre as suas mãos e fosse se alojar no fundo das redes. No meu ponto de vista há atenuantes, visto que, o chute foi violento e na sua trajetória bateu nas costas do Edimar, contribuindo decisivamente para que viesse ocorrer a pretensa falha do nosso goleiro.

 

O miolo de zaga, composto de Lima e Edimar, que vinha falhando por erros de posicionamento e por desatenção, ontem esteve impecável sendo um dos pontos altos do Tricolor. Na lateral direita o Felipe jogou bem, apenas cometendo alguns erros por excesso de confiança e na lateral esquerda o William Simões praticou o futebol de sempre, fazendo o feijão com arroz e nem vou criticá-lo porque qualquer censura seria descabida em função da grande vitória de ontem.

 

No meio de campo começamos pelo Corrêa, que armou desarmou, chutou em gol, fez gol,  e surpreendeu positivamente, principalmente aos seus críticos contumazes, uma vez que demonstrou um fôlego de menino. O Juliano com a atuação séria de sempre, um dos poucos que tem excelência no passe e o setor de criatividade esteve muito bem, mormente em função do revezamento entre o Sobralense e o Rodrigo Andrade, ambos voltando a praticar um bom futebol. O Everton, por sua vez, foi muito importante taticamente, embora ainda necessite chegar mais próximo do gol.

 

O Anselmo lutou muito, teve duas oportunidades para marcar, mas não levou sorte. O Juninho entrou bem, fez um gol em que demonstrou muita calma. O Leandro Lima, não teve chance de mostrar o seu futebol e o Guto entrou para dar mais consistência a marcação. Esperava eu que o Rafhael Lucas entrasse para ganhar mais ritmo de jogo. O Everton foi o primeiro a ser substituído, por sinal pelo Juninho e nessa substituição, mais uma vez o Marquinhos mostrou ousadia.

 

O Fortaleza fez uma partida quase primorosa, posto que saiu sempre da defesa para o ataque com muita velocidade e a entrega dos seus jogadores foi total. Fazia tempo que o time não vencia uma partida com tanta propriedade e praticando um futebol que transmitia e infundia confiança na sua torcida. Em continuando nesse ritmo as nossas esperanças com relação ao acesso se reacenderão, até porque a torcida, diante dessa grande exibição está cada vez mais confiante.

 

ASA e Botafogo, o principal jogo de ontem, não passaram de um zero a zero. Com esse resultado o Botafogo chegou aos 27 pontos, ficando a 2 do Fortaleza, que manteve a primeira colocação, agora em companhia do ABC, que empatou fora de casa com o Cuiabá. O ASA foi a 25 pontos, colocando 1 ponto à frente do Remo nesta luta que os dois travarão na última rodada pela quarta vaga no G-4.

 

O Botafogo com 27 pontos, para se classificar precisa, pelo menos de um empate contra o Fortaleza, visto que, em perdendo dependerá dos resultados ente Remo x América e ABC e ASA.

 

No primeiro embate o Remo é o favorito, diante de um América que vem em queda livre e no segundo, no que pese o favoritismo do ABC, o ASA fará o jogo da sua vida, tendo em vista que a vitória lhe dará a classificação o guindará a 28 pontos, classificando-o automaticamente, vez que o Remo, mesmo vencendo o América,  só poderá chegar a 27. Nesse jogo o ABC, que já está classificado,  poderá tirar o pé do acelerador e até poupar alguns jogadores, situação que beneficiaria o time alagoano. A derrota, porém, pode ser fatal para o ASA.

 

Por hoje c’est fini.

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.