Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

TOMBENSE ACIONA STJD

25 Sep 2016

Tombense aciona STJD por inscrição irregular de jogador do Juventude

Eliminado na primeira fase da Série C, clube mineiro alega que lateral Carlinhos foi relacionado de forma irregular. Situação pode beneficiar São Paulo na Copa do Brasil

Por Bruno Ribeiro e Raphael LemosJuiz de Fora, MG

 

 

 

Carlinhos (dir) foi apresentado ao Juventude em maio (Foto: Arthur Dallegrave / E.C.Juventude)

O Tombense vai tentar a vaga para as quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro fora de campo. O clube da Zona da Mata mineira entrou com uma notícia de infração junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira alegando suposta escalação irregular do lateral-direito Carlinhos, do Juventude. Segundo a denúncia, o atleta atuava através de uma liminar, que teria sido cassada. Como o jogador seguiu sendo relacionado, o Tombense busca uma punição para o time gaúcho, que ficou na quarta colocação do Grupo B. Caso o Juventude perca pontos, o Tombense, que terminou na quinta posição, um ponto atrás, seria o maior beneficiado e avançaria às quartas de final. O jogo de ida entre Juventude e Fortaleza está marcado para 3 de outubro, no Alfredo Jaconi.

 

Carlinhos (d)

Nos bastidores circula que a decisão sobre a aceitação ou não da denúncia aconteceria nesta semana. Dependendo do que for definido pelo STJD, até mesmo o São Paulo pode ser beneficiado. Isso porque Carlinhos foi relacionado para o segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, na última quinta, em que o Tricolor foi eliminado pelo Juventude. O primeiro jogo das quartas de final da Copa, contra o Atlético-MG, está marcado para quarta-feira, às 19h30, no Mineirão.

O artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) prevê pena da perda no número de pontos e multa de R$ 100 a R$ 100 mil para o clube que relacionar atletas de forma irregular para competições nacionais.

Carlinhos foi relacionado para jogo de volta contra o São Paulo, pela Copa do Brasil
(Foto: Arthur Dallegrave / E.C.Juventude)

 

Oficialmente, o Tombense não se pronunciou sobre o assunto. No entanto, os jogadores, que foram liberados após a eliminação da competição nacional, têm consciência de que podem voltar aos treinos e a disputar a Série C do Brasileirão. O presidente Lane Gaviolle foi procurado, mas disse que vai comentar o assunto somente após a segunda-feira.

No Sul, a notícia foi recebida sem surpresa pelo clube gaúcho. À Rádio Caxias, o vice-presidente de futebol do Juventude, Jones Biglia, disse que o Alviverde estava ciente de que o Tombense estudava acionar o STJD e consultou o departamento jurídico para relacionar o jogador.

 

– Quando chegou para o Juventude esse boato, a gente fez esse questionamento para nossos advogados e nos deram um parecer dizendo que estava regular. Já tem uns 15 dias que a gente está sabendo que o Tombense está analisando isso. Não descumprimos em momento algum o regulamento. O Juventude não foi notificado, se porventura isso for processado, vai juntar toda a documentação que tem e respalda a contratação desse atleta. Neste momento, estamos tranquilos, procuramos orientação com pessoas da área e disseram que ele está no BID, o contrato está vigente e não há nenhum problema que possa causar dano ao Juventude – disse na tarde deste sábado.

Lateral-direito de origem, Carlinhos foi contratado em maio, após disputar a Série A2 do Paulista deste ano pelo Taubaté. A reportagem entrou em contato com o presidente do Taubaté, Hélio Marcondes, que disse que o clube não possui mais nenhum vínculo com o atleta.

– Emprestaram para a gente, jogou normal e saiu. A gente entrou em contato, acertou, emprestou e foi isso. Com a gente não tem nada a ver. Ele tinha um contrato longo, até 2019, acho. Acabou o contrato e ele voltou para o time dele – disse, apontando o sergipano Neópolis como o clube que cedeu o atleta.

A reportagem tentou contato com a Federação Sergipana de Futebol para verificar a situação do jogador com o clube, mas não foi atendida até a publicação da reportagem.

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.