Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

PRESENTE DE NATAL

27 Dec 2016

 

O Fortaleza presenteou a sua torcida com duas boas contratações, o atacante Lúcio Flávio e o lateral-esquerdo Alan Vieira. O primeiro egresso do Paraná e não deve ser confundido com o meia Lúcio Flávio, que também foi estrela naquele clube e que, no ano em curso, se encontrava no ABC onde fez uma boa temporada.

 

 O atacante Lúcio Flávio, com passagem pelo ABC teve o seu melhor desempenho na carreira no time paranaense. O segundo do Santa Cruz, por cujo clube teve uma boa passagem. Em 2016 foram 33 jogos e 1 gol e em 2015 13 jogos e 1 gol.

 

Embora alguns pseudoanalistas, que criticam, explicitamente ou nas entrelinhas,  tudo o que a diretoria faz e mais precisamente as contratações,   fazendo questionamentos fora de propósitos, vamos dar um voto de confiança à Diretoria Tricolor e mais precisamente aos componentes da comissão técnica e da Diretoria do Futebol, tendo em vista que as aquisições tricolores estão sendo feitas como muito critério,  e a princípio,  de jogadores que têm um bom currículo, tanto como atletas, e enquanto cidadãos.

 

Desse modo o Tricolor já tem um time para colocar em campo, evidentemente que com algumas alterações, isto se considerarmos que ainda há a necessidade de reforços, mormente na meia de ligação, em que o clube precisa trazer um jogador com os predicados técnicos próximos ao do Lúcio Flavio, o meia do ABC, que chame para si a responsabilidade de fazer o time jogar que, na verdade seja uma liderança de cuja ausência o Tricolor se ressente, pois a torcida há algum tempo clama por um ídolo.

 

O Fortaleza já tem um time para colocar em campo, que era uma das preocupações da torcida. E nesse time estamos colocando o Juninho Potiguar na meia, por ter mais características para a posição, enquanto o Maranhão escalamos no ataque. Por outro lado estamos escalando um time sem levar em consideração que alguns jogadores da Base possam se sobressair e ganhar a titularidade.

 

Vamos ao time:

Marcelo Boeck; Felipe, Heitor, Lígger e Alan Vieira;  Jefferson, Gaston Filgueira, Rodrigo Andrade e Juninho Potiguar; Lú[AN1] cio Flávio e Maranhão. Pela experiência escalamos o Marcelo Boeck, mas qualquer um outro pode ser o titular, desde que mostre predicados para tal, assim como na defesa temos que o Max Oliveira terá mais uma grande oportunidade para brigar pela titularidade no Fortaleza.

 

Acredito que até à próxima sexta-feira tenhamos novidades, isto porque a Diretoria de Futebol está contatando com alguns jogadores, precisamente uma lateral-direito, posição em que só temos o Felipe; dois volantes, vez que só existem dois para a posição, a conta do chá; dois meias, especialmente um de ligação, que é uma necessidade premente e dois atacantes, um deles de área para reversar ou até mesmo jogar ao lado do Lúcio Flávio, hipótese possível, dependendo apenas do sistema tático a ser empregado.

 

O Trem Bala, afirmando que estava divulgando a notícia em primeira mão, informou que o Jael havia sido contratado, sendo desmentido pelo seu próprio repórter que, visando não enganar a Nação Tricolor, informou corretamente que as negociações estão bem adiantadas, entretanto ainda não foram sacramentadas.

 

Quando nos deparamos com esse tipo de situação ficamos com uma pulga atrás da orelha e sem o entender o porquê do citado programa arriscar a própria credibilidade para produzir uma notícia inverídica, algum propósito deve ter. Achamos que o verdadeiro intuito é o de tentar melar as contratações do Fortaleza, já que são nossos inimigos.

 

Verdade fosse, além de alegres estaríamos intrigados fazendo a seguinte indagação: Por que razão um programa que diariamente espezinha o Tricolor, maltrata e desrespeita os nosso diretores, a exemplo do Jorge Mota, que levou dedo na cara, do tal do Homem Mau e foi acusado de viver às custas do Fortaleza pelo Sérgio Ponte,  tem a primazia de receber as notícias relativas ao Tricolor em primeira mão, antes mesmo de ser publicada no site oficial?

 

Na verdade estamos confiantes e queremos passar muito dessa confiança para a Nação Tricolor, isto por entendermos que a diretoria está no caminho certo, contratando de forma pontual e sem açodamento e trazendo jogadores de bons currículos e, pelo que declaram, comprometidos com os objetivos do Fortaleza. Não chegaram medalhões, mais pelo que se depreende chegaram homens na verdadeira acepção da palavra e que são bons profissionais e não podemos dissociar uns dos outros, posto que se completam.

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

 

 [AN1]arnahão

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.