Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

FORTALEZA X BAHIA TEM HISTÓRIA

 

A Copa do Nordeste, na sua primeira rodada, que se completa hoje, prosseguiu ontem com três jogos. O Sport, como eu havia prognosticado, venceu o Sampaio Corrêa por 1 x 0, confirmando o favoritismo, até porque estamos falando de um clube de Série A, que conseguiu manter o elenco e ainda se reforçou. Jogou desfalcado do Diego Souza, servindo a seleção, mas mesmo assim, manteve a supremacia e é um dos fortes candidatos à classificação.

 

Pelo Grupo A, que tem o Náutico em primeiro lugar,  após vitória por goleada contra o Uniclinic, jogaram Campinense e Santa Cruz, de quem seu esperava mais. O Campinense durante toda a partida foi o senhor das ações, mas não soube transformar esse domínio em gols. Conseguiu fazer um a zero no finzinho do prélio, mas o Santa Cruz, numa bobeira do atacante do time paraibano, que cometeu um pênalti infantil, próprio de atacante que não tem cacoete de marcador e achou o resultado, ficando em 1 x 1, injusto para o time da Serra da Borborema, por tudo que produziu.

 

Pelo Grupo D, o da sopinha de letras,  defrontaram-se CSA e ABC e de forma surpreendente o time norte-rio-grandense foi derrotado por goleada, 3 x 0.  A primeira rodada desse grupo se completa hoje com o embate Itabaiana e CRB e, pelo equilíbrio que vemos nessa Copa, que já se manifesta na primeira rodada, quase sem exceção, não vamos nos aventurar a fazer prognóstico, se bem que dos dois clubes o CRB tem camisa e tradição tendo, no nosso entendimento maiores probabilidades de sair vencedor.

 

O Grupo E, tem os seus dois jogos hoje. Defrontam-se Vitória e Sergipe, com o favoritismo ficando do lado do time baiano, que teve dificuldades na Série A, mas que conseguiu se manter na competição. O Outro jogo envolve América (RN)  e Botafogo da Paraíba, num clássico regional, em que tudo pode acontecer. Não vejo favoritos, também não conheço o poderio dos clubes.

 

Completando ainda o Grupo C, que tem o Sport como líder absoluto, atuam River e Juazeirense, com o time piauiense, por jogar em casa e pela própria tradição, tendo mais possibilidades de vitória, lembrando que o Juazeirense tem se destacado nos últimos anos, no futebol baiano, podendo ser considerado um clube em ascensão.

 

Pelo Grupo B os dois confrontos serão hoje.  Teremos Moto x Altos e Fortaleza x Bahia.  No primeo0ro confronto avaliamos que o time maranhense tem mais possibilidades de sair vitorioso, tanto pela camisa como pela tradição que possui no futebol timbira, entretanto, o Altos vem se destacando no futebol piauiense, tendo superado equipes tradicionais, dentre as quais o Flamengo, de modo que pode surpreender.

 

O segundo jogo é sem dúvidas o maior clássico da primeira rodada, envolvendo Fortaleza x Bahia. Evidente que torcemos pelo Fortaleza e até acreditamos que seja o vencedor, contudo, não devemos esquecer que o Bahia é um dos maiores favoritos a conquistar o certame e, com certeza vem numa fase melhor do que o Fortaleza, sem falar que conta com alguns medalhões no seu elenco.

 

O Fortaleza, ainda em formação, e precisando de alguns reforços em compartimentos principais, como meio de campo e ataque, visando conseguir maior poder de fogo, em três partidas pelo Cearense, se mantém invicto, mas às duras penas, tendo em vista que não foi muito bem nas duas primeiras partidas e na terceira, contra o nosso maior rival, saiu vencedor e ganhou um novo alento e deu novas esperanças à sua torcida.

 

O treinador Hemerson Maria, que nesse início está se mostrando muito corajoso, escalando o time ofensivamente no 4-3-3, mostrou que não tem medo de cara feia e que escalará a mesma equipe que derrotou o nosso rival, então cantado e decantado em prosa e em versos como o favorito, tinha gente apostando em goleada, o que nos leva a esperar um Fortaleza batalhador e lutando por cada palmo de terreno do gramado.

 

No embate contra o Ceará já notamos mais equilíbrio na defesa, o time deixou de levar bolas nas costas, já deu mostra de que tem um meio de campo mais combativo e mais veloz e precisa equacionar as jogadas ofensivas. O que se espera é que o rdorigo Andrade, jogando mais à frente, mais perto do sistema ofensivo, possa render mais, pois nesse sistema ficamos muito dependentes do seu bom desempenho.

 

Todos analisam o Bahia como o favorito. Nada contra isto porque o time baiano manteve a base e se reforçou e até podemos dizer, em termos financeiros, que estamos diante da luta de Davi contra o Golias, mas acreditamos no poder de superação e no valor e comprometimento dos nossos atletas, de forma que contrariando a parte da imprensa, acreditamos na vitória tricolor, para cuja consecução o apoio da torcida será fundamental.

 

São clubes que já se defrontaram inúmeras oportunidades, ficando a vantagem em número de vitórias para o time baiano, que tem quatro a mais, contudo o Fortaleza desclassificou, ao longo da história o desclassificou em duas disputas importantes, ambas válidas pela decisão do Regional Norte e Nordeste da Taça Brasil, certame que foi equiparado pela CBF ao campeonato Brasileiro.

 

Em 1960, o time baiano, que era o campeão brasileiro de 1959, em disputa direta  com o Santos de Pelé e companhia, foi eliminado pelo Fortaleza na decisão da Regional Norte e Nordeste da Taça Brasil. Na primeira partida o Fortaleza venceu por 2 x 1 e de virada, jogo que assisti, entrando na Hora do Pobre, não tendo visto o  gol do Bahia, mas apenas os dois do Tricolor. Na segunda  partida, em Salvador, o Tricolor segurou o 0 x 0 e se sagrou campeão.

 

Em 1968, pela mesma disputa, Regional Norte e Nordeste da Taça Brasil o Fortaleza, mais uma vez eliminou o time baiano e se credenciou a disputar o título brasileiro com o Botafogo, em cuja disputa sagrou-se, mais uma vez,  vice-campeão brasileiro. Na primeira partida, em Salvador perdeu por 1 x 0. Na segunda, em Fortaleza, o Fortaleza devolveu o placar ficando tudo empatado. Por força do regulamento foi disputada uma terceira partida,   vencida pelo Tricolor por 2 x 1, que arrebatou o  título de Campeão do Norte e Nordeste..

 

Por hoje c’est fini.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.