Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

VALENDO A LIDERANÇA ISOLADA PARA O FORTALEZA

 

O Campeonato Cearense tem novo líder, o Tiradentes, que vem sendo a sensação da competição no  ano em curso e que ontem empatou com o Guarani de Juazeiro em 3 x 3, numa partida muito movimentada, que deixou patente o poder ofensivo dos dois clubes. O Tiradentes tem uma partida a menos, exatamente a que será disputada conta o Ceará, na próxima quarta-feira, 1 de fevereiro.

 

O Time da Polícia Militar já tem o ataque mais positivo do campeonato, com 9 gols assinalados, média de 3 gols por jogo. Fez 2 no Itapipoca, 4 no Uniclinic e 3 no Guarani de Juazeiro. A sua defesa, no entanto é a mais vazada com 6 gols, média de 2 por partida. O time tem o vice artilheiro do campeonato, o Christian, com 3 gols. O artilheiro é o Maxuell, do Ferroviário, com 4 tentos. O artilheiro do Fortaleza é o Gabriel Pereira, com 2 gols.

 

A rodada foi aberta com dois jogos, Tiradentes 3 x 3 Guarani de Juazeiro, do qual já falamos e Ferroviário 1 x 1 Maranguape, resultado que de certa forma nos surpreendeu, principalmente se considerarmos que o ex-time da Estrada de Ferro, agora Tubarão da Barra, vinha num curva ascendente, tendo vencido, tarefa que não se configura como das mais fáceis, o Guarani de Juazeiro fora de casa por 2 x 1 e também longe dos seus domínios havia empatado com o Guarani de Juazeiro em 0 x 0.

 

O Maranguape que, pelo resultado com o Ceará na primeira rodada, foi considerado como um provável saco de pancada, especialmente pela imprensa simpatizante do time preto e branco, que alguns chamam de cores mortas, reagiu na competição, empatando fora de casa com o Itapipoca em 1 x 1, venceu o Horizonte por 3 x 1 e amealhou esse empate com o Ferroviário, então favorito. Em continuando assim, por certo se classificará.

 

Prossegue hoje a quarta rodada com três jogos. O Itapipoca, non o colocado com 1 ponto,  receberá o Uniclinic, quer vem de duas goleadas, 4 x 2 para o Tiradentes e 4 x 0 para o Náutico pela Copa do Nordeste. Se o Itapipoca vencer chegará a 4 pontos, mesma pontuação do Uniclinic, que poderá cair para a zona de rebaixamento pelo critério de saldo de gols. Um jogo do andar de baixo, mas que se configura como dos mais importantes.

 

No outro embate o Ceará recebe o Guarany de Sobral, num embate em que é o favorito, vez que tem um elenco milionário, em termos de futebol cearense, manteve a base do ano passado, além de ter se reforçado de jogadores renomados como, Magno Alves, Ricardinho e Max Biancucchi, para falar apenas e alguns. Ademais o Guarany (S) não vem fazendo um bom campeonato, pois empatou fora de casa com o Uniclinic em 1 x 1; perdeu em casa para o Ferroviário por 2 x 1 e venceu o Itapipoca por 3 x 2.

 

Fechando a quarta rodada temos o importante embate entre Fortaleza x Horizonte. O time da cidade de mesmo nome está na lanterna da competição, mas nem por isso deixa de ser perigoso, tendo em vista que, tradicionalmente costuma engrossar o caldo contra o Fortaleza, razão por que a perspectiva é de um jogo muito difícil e complicado.

 

O Fortaleza, que começou empatando com o Ferroviário na primeira rodada, venceu, na segunda rodada o Guarani de Juazeiro por 1 x 0, em partida em que o Boeck foi o salvador da pátria e venceu o Ceará, por 1 x o, na rodada anterior em embate que praticamente ninguém acreditava na vitória tricolor, os apostadores, e perderam dinheiro, inclusive,  estavam dando um gol e o empate e para a imprensa preto e branca o Ceará era o favorito disparado.

 

Ocorre que após as duas primeiras rodadas, em que o time esteve um tanto quanto confuso, o Hemerson vem conseguindo aprumar o xote e de forma nítida o time vem subindo de produção, embora de forma gradual. O primeiro progresso se fez notar na defesa que já está há três jogos sem sofrer gols, incluindo-se nesse rol, dois times grandes, Ceará e Bahia.

 

Taticamente, em termos de defesa, no meu entendimento, falta melhorar a passagem dos laterais para o ataque, quesito que acredito já esteja melhor no embate de logo mais. O meio de campo de contenção está muito bom, principalmente com o Vacaria, que nos faz lembrar o Erandir e o Dude, pela raça, pois evidentemente as características técnicas dos mesmos são diferentes e falta encontrar o ponto do doce no meio de campo de criação, pois o Rodrigo Andrade, não é meia de ligação e em que pese vir se esforçando, mas lhe faltam os predicados de um meia armador, ou um meia de ligação.

 

O ataque não vem bem, por dois motivos: O Juninho Potiguar não vem rendendo bem e já são quatro partidas, que nos permite fazer uma avaliação mais acurada, o Lúcio Flávio entrou agora no time e pode render mais e o Gabriel Pereira, na última partida, em, função de estar muito bem marcado não produziu bem. O que se espera é que o ataque seja mais produtivo no jogo de hoje.

 

O Horizonte costuma engrossar contra o Fortaleza, mas pelo que vem produzindo, não obstante os desfalques, o Tricolor é o favorito, até porque tem enfrentado adversários mais robustos, a exemplo do Ceará e do Bahia.

 

 A nossa torcida é para que o Tricolor faça uma boa apresentação, especialmente porque o jogo, para si Fortaleza vale a liderança isolada do campeonato sendo, pois muito importante. Esperamos, outrossim, que essa onda \articulada de vaia, comece a cessar, isto porque está fora da normalidade e tem conotação política, não para os incautos e menos avisados que vão na onda, mas os grupos que reúnem de forma premeditada e deliberada,  para apupar o time visando, mediante essa estratégia, atingir a diretoria. Recebemos denúncias, via WatsApp,  a esse respeito.

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.