Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

AO GUARANY E AO FORTALEZA SÓ A VITÓRIA INTERESSA

 

O Fortaleza terá um difícil compromisso às 21h:30m no Estádio do Junco, em Sobral, contra o Guarany,   num embate reputado como de risco,  em se considerando que o time sobralense está na zona de rebaixamento e se derrotado for por mais uma vez, inexoravelmente ficará numa situação das mais delicadas, cada vez mais enterrado na zona de rebaixamento.

 

O Fortaleza que empatou com o River, no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, aliás, apenas um arremedo de um campo de futebol e não muito diferente de alguns dos nossos campos de jogo do interior, a exemplo do Abilhão, em Quixadá, vem sendo muito criticado por profissionais da imprensa, especialmente no programa A Grande Jogada por vir se queixando queixado das péssimas condições do gramado e do calor excessivo de Teresina.

 

As críticas mais exacerbadas e recorrentes foram do Mário Kempes, inimigo do Tricolor, pois, segundo denúncias,  quando o Fortaleza não consegue o acesso o cidadão em questão faz festa na repartição em que trabalha,  com refrigerantes, salgadinhos e bolo de aniversário.

 

A reclamação que nos chegou por parte da Nação Tricolor diz respeito à maneira como o cidadão aborda os assuntos do Fortaleza, segundo à frita, com desdém e sem conseguir esconder o sorriso de satisfação no rosto quando comenta as nossas desditas. Do contrário, quando comenta assuntos do Ceará,  o faz de cenho franzido e investido de muita seriedade. Pelo sim e pelo não estaremos atentos.

 

Em tom de mofa concluíram que se tratava de uma desculpa amarela, pois as más condições climáticas e do gramado, consoante defenderam,   afetou os dois contendores. Poderíamos até concordar, contudo, defendemos a premissa de que essas intempéries e dificuldades são mais prejudicais aos que estão menos aclimatados e adaptados,  que é    inquestionavelmente  o caso do Tricolor de Aço.

 

Por outro lado indagamos a esses senhores:  Num gramado ruim, debaixo de um sol causticante e submetidos à uma temperatura escaldante e estafante os tricolores vão reclamar de que? Da neve que cai nos polos Norte e Sul? Se a partida tivesse sido do Ceará alguns deles estariam tentando, com certeza, mudar a rotação do sol. Não me lembro de tê-los visto abordando a garfada do árbitro no Tricolor. Isso coincidentemente fazem questão de esquecer.

 

Quanto ao embate de hoje classificamos de risco e com justa razão.  Primeiro porque o Fortaleza enfrentará um time desesperado,  quem vem de uma derrota por goleado, para o seu homônimo de Juazeiro e que terá que vencer e ainda torcer para o tropeço dos seus oponentes, a exemplo do Maranguape, que terá um difícil duelo com o Tiradentes.

 

Ao que consta, pelo que se depreende dos noticiários e dos comentários da imprensa o Guarany fará tudo para sair vitorioso. Oxalá que “esse tudo” não inclua erros de arbitragem, dos quais o Fortaleza vem sendo vítima de forma constante, pois ser garfado duas vezes não é mais coincidência e sim “coisa feita”, de cuja possibilidade não duvidamos, até porque existem órgãos que se vestem literalmente de preto e branco.

 

Em segundo lugar porque o Fortaleza vem de um resultado apenas sofrível contra o River e mais um tropeço pode ocasionar distúrbios no seio da família tricolor. O que nos anima e que o time vem de uma vitória avassaladora sobre o Maranguape por 4 x 0, muito convincente.

 

Alertamos para a necessidade do Tricolor se acercar de cuidados, exatamente para não correr os risco de ressuscitar o vice lanterna, haja vista que fracassou, de forma inesperada, contra o então lanterna Horizonte, por quem foi derrotado por 1 x 0 e que também se encontrava no inferno astral. Do ponto de vista da torcida tricolor, que anda um pouco ressabiada, só a vitória interessa.

 

Ressalte-se que vou contrariar o pensamento comum de que o Fortaleza vencendo e o Maranguape perdendo, o Tricolor estaria classificado, o que não e verdade, pelo menos matematicamente, pois restando ainda 9 pontos em disputa ainda poderia ser, teoricamente, ultrapassado pelo Gavião da Serra. No meu entendimento o Fortaleza triunfando, matematicamente falando, ficará a um ponto da classificação antecipada.

 

Por hoje c’est final

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.