Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

MULHER: O MAIS SUBLIME DOS IDEAIS

 

Ontem no Programa Fala Leão – Rádio Metropolitana – AM 930, que vai ao ar das 22 às 23 horas, por ser de justiça, fizemos uma singela, mas merecida homenagem à mulher, que desempenha um papel de protagonismo na construção de uma sociedade mais justa, mais humana, mais humanitária e sob a égide do amor.

 

Nessa homenagem cheguei à conclusão que tudo o que poderia ter sido dito sobre o dia Internacional da Mulher já foi falado e reportado em imagens, prosas e versos, de modo que eu, com a minha pouca capacidade e sensibilidade literária possivelmente muito pouco possa acrescentar, a não ser através desse sentimento que nutro e que é muito forte, de amor, de compreensão e respeito,  que não apenas eu, mas que todos  devemos ter por esse sexo, que é frágil na compleição, mas que é forte na compaixão e no amor ao próximo e a família, de quem é a célula mater.

 

Se me pedissem um sinônimo da palavra mulher eu não pestanejaria e de pronto responderia: Amor, sentimento e virtude que mais a aproxima de Deus e da plenitude da obra da criação, enquanto mãe da humanidade. Diria que a mulher, a exemplo de Maria,  foi escolhida por Deus para gestar em cada uma seres humanos que são a imagem e a semelhança do Criador e que, por essa razão, é sacrossanta.

 

Costumo dizer que só somos fortes porque nascemos de uma mulher, cujas lágrimas são como gostas d’águas nascidas do céu e cujo sorriso representa a pureza da alma,  legada por Deus. A mulher no ventre amolda o nosso corpo e ao longo da vida amolda o nosso caráter e o nosso espírito.

 

As primeiras sociedades de que se tem notícias eram matriarcais, mas o homem, inconformado em ser governado sob a égide do amor, aos poucos foi usurpando o poder feminino  e ao passo  que isso acontecia, aquela sociedade dos primórdios,  cujas pilastras eram a paz e a justiça, foi sendo substituída por um novo modelo em que permeou a intolerância e cujos laços fraternais foram substituídos pela insensatez e pela indiferença que deixaram empedernidos os corações humanos.

 

A meiguice e a pureza d’alma foram drasticamente substituídas pela brutalidade e o amor pelo desamor e a linguagem do coração pela da razão, que nos deixa endurecidos e insensíveis aos clamores dos nossos irmãos, especialmente dos que sentem fome de amor e dos que mesmo no meio das multidões, por falta de carinho vivem numa eterna solidão. De convivência a mulher entende, por que Deus a fez para que o homem não ficasse só e ao criá-la viu que era bom.

 

Os nossos agradecimentos a todas as mulheres, que enternecem a nossa vida e que mesmo incompreendidas, buscam o aconchego e o amor, constroem a paz, a partir dos nossos lares e tornam a todos nós mais humanos.

 

No dia de hoje presto homenagem a todas as mulheres, desde à que me gerou à que gerou os meus três filhos e a todas aquelas a quem Deus confiou a sublime missão de serem matrizes da humanidade.  Terminando a homenagem e uma vez que usei da dicotomia para enaltecer as virtudes da mulher, apresento esse poema, obra prima de um grande escritor e poeta, intitulado:

O Homem E a Mulher

O homem é a mais elevada das criaturas.

A mulher, o mais sublime dos ideais.

Deus fez para o homem um trono; para a mulher fez um altar.

O trono exalta e o altar santifica.

O homem é o cérebro; a mulher, o coração. O cérebro produz a luz; o coração produz amor. A luz fecunda; o amor ressuscita.

O homem é o génio; a mulher é o anjo. O génio é imensurável; o anjo é indefinível;

A aspiração do homem é a suprema glória; a aspiração da mulher é a virtude extrema; A glória promove a grandeza e a virtude, a divindade.

O homem tem a supremacia; a mulher, a preferência. A supremacia significa a força; a preferência representa o direito.

O homem é forte pela razão; a mulher, invencível pelas lágrimas.

A razão convence e as lágrimas comovem.

O homem é capaz de todos os heroísmos; a mulher, de todos os martírios. O heroísmo enobrece e o martírio purifica.

O homem pensa e a mulher sonha. Pensar é ter uma larva no cérebro; sonhar é ter na fronte uma auréola.

O homem é a águia que voa; a mulher, o rouxinol que canta. Voar é dominar o espaço e cantar é conquistar a alma.

Enfim, o homem está colocado onde termina a terra; a mulher, onde começa o céu.

Victor Hugo (Escritor e Poeta Francês). 

Por hoje c’est fini.

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.