Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

HISTÓRIAS DE REVERSERSÃO E DE SUPERAÇÃO DO FORTALEZA EM CIMA DO FERROVIÁRIO

 

1 – História de reversões e de superação do Fortaleza sobre o Ferroviário

 

28 de março de 1954

 

O Fortaleza foi o campeão de 1953, segundo a manchete do Jornal O Povo “Título, com Luta, Garra e Fibra”. Aluísio perdeu uma penalidade e a oportunidade de colocar o Fortaleza na frente e com uma mão na taça.  Já na prorrogação, aos seis minutos,  o Ferroviário saiu na frente, com Nirtó e mais uma vez o Clube dos Campeonatos viu a chance de ser campeão mais distante.  Aos nove minutos, no entanto,  o Fortaleza empatou e aos vinte e um virou o jogo, com  gols de Salvador e mercê de todo esse sofrimento sagrou-se Campeão Cearense. Piolho, o médio-esquerdo do Fortaleza,  foi o melhor dos 22 e Moésio deu o passe primoroso para salvador assinalar o gol do título.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.