Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

SOB NOVA ADMINISTRAÇÃO

 Conselho Gestor: Marcelo Paz, Armando Júnior e Maurício Guimarães

 

Zé Carlos não é mais jogador do Fortaleza. Dois pontos foram fundamentais para que não continuasse no clube: O salário elevado, que contrasta com a média salarial do clube e o temperamento do atleta, que desde que chegou ao clube deixou patente não ter muito equilíbrio emocional, podendo ser considerado, inclusive, como muito estabanado e estouvado.

 

A princípio era unanimidade entre a torcida, ávida e desejosa por um ídolo, que há muito não tem no Pici, mas em razão do seu descontrole, que culminou com a sua expulsão no segundo jogo contra o Ferroviário, que deixou em todos a impressão de que foi provocada, ou como se fora proposital, e mui particularmente em razão da desclassificação do time, que não pode contar com o seu concurso no terceiro jogo.

 

Em razão dessa expulsão e de cartões gratuitos, apareceram as restrições e a antipatia, por parte de alguns segmentos da torcida, de modo que a sua saída está sendo sentida, mas não há como afirmar que esteja sendo lamentada. No meu ponto de vista o artilheiro Zé Carlos seria de suma importância para essa empreitada tricolor.

 

Faço sérias restrições ao atleta que, ao que tudo indica, não se cuida devidamente, uma vez que se mantém sempre acima do peso e ao  profissional,  de comportamento censurável e  repreensível que, nas poucas partidas em que atuou sempre me deixou apreensivo e irrequieto, em razão do seu temperamento difícil e instável, que poderia levá-lo a ser punido pelo mediador, a qualquer momento da partida, como de fato o foi. Pelo sim e pelo não é melhor não arriscar.  

 

Um dos maiores problemas que enfrentamos na atualidade são os crimes de Internet e as defraudações que, infelizmente me alcançaram. Tenho recebido dos amigos e de parentes a informação de que estão sendo expedidos, como se fossem meus, e-mails que contém textos obscenos ou que contém vírus ou tentativas de fraude.

 

Gostaria de pedir aos meus contatos, que porventura vierem a receber esses e-mails,  que me enviem cópias dos mesmos, os quais não aparecem e nem figuram nos meus e-mails enviados. Não sei como devo proceder com relação à essa fraude e até agradeceria a orientação dos que entendem do assunto.

 

Tivemos ontem reunião do Conselho Deliberativo quando foram apresentadas as cartas de renúncia da diretoria eleita do Fortaleza, para o biênio de 2017 e 2018, composta pelo presidente Jorge Mota e pelos vices, Ênio Mourão e Evangelista Torquato. As renúncias foram recebidas e oficializadas pelo Conselho deliberativo, conforme preceitua e Estatuto.

 

Foi aprovada, outrossim a criação de um Conselho Gestor, que auxiliará o presidente interino Marcelo Desidério nesse período de interinidade, que se compõe dos Conselheiros Marcelo Paz, Armando Júnior e Maurício Guimarães, cujos nomes, assim como o do presidente da Diretoria Executiva em exercício, foram referendados pelo Conselho Deliberativo.

 

Quanto à eleição ficou determinado que o presidente em exercício do Conselho Deliberativo, Demétrius Coelho, na próxima segunda-feira, dia oito, instalará a Comissão Eleitoral, que provavelmente terá como presidente o Dr. Rubens Lima, que adotará as providências de praxe, necessárias para a realização do pleito.

 

Ficou patente que o Conselho Deliberativo, pela sua Comissão Eleitoral, mesmo que seja chapa única, isto porque o pleito é aberto e não como, estatutariamente,  proibir de alguém se candidatar, obedecerá todos os prazos previstos no Estatuto, donde se conclui que o pleito deves se realizar provavelmente, a conjectura é nossa, no dia dois ou nove de junho.

 

Na eventualidade de alguns prazos serem suprimidos, isso em havendo apenas uma chapa, posição que dependerá do entendimento da Comissão Eleitoral, a eleição poderá perfeitamente ser realizada no último sábado de maio, que seria no dia vinte e nove. Em que pese a possibilidade,  avaliamos que essa probabilidade é muito remota. Que aconteça o que for melhor para o Fortaleza e para torcida.

 

Por hoje c’est fini.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.