Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

O FORTALEZA PODERÁ ASSUMIR A PONTA DA TABELA

18 Jun 2017

 

Começamos as nossas mal traçadas linhas pela parte de debaixo da tabela para dizer que os dois clubes integrantes no momento da zona de rebaixamento se digladiarão logo mais às 16 horas, no Cornélio de Barros, em Salgueiro, e qualquer que for o resultado colocará o ASA na zona de degola, ou seja, um dos dois, Salgueiro ou Cuiabá deixará a zona maldita.

 

O ASA conquistou um excelente resultado ao empatar fora de casa, em 1 x 1, com o Moto, mas mesmo assim ficou em situação delicada, isto porque foi a 5 pontos podendo, porém, ser suplantado por Salgueiro ou Cuiabá, ambos com 4 pontos e que jogam entre si. Em havendo um vencedor, este irá a 7 pontos e suplantará o ASA.

 

Na eventualidade de acontecer um empate, Salgueiro e Cuiabá irão a 5 pontos, mas ultrapassarão o time alagoano no saldo de gol, pois tanto um, quanto o outro,  têm   saldo negativo de 1 gol, enquanto o ASA tem saldo negativo de 6. Nesse caso o novo Z-4 passará a ser formado por ASA e Cuiabá, saindo o Salgueiro.

 

No cimo da tabela o CSA tem um ponto a mais do que o Fortaleza, 11 contra 10, oriundo do empate em casa contra o Confiança, que não foi bom para nenhum dos dois clubes, tendo em vista que o Confiança continua no limbo, não podendo sonhar com o G-4 nesta rodada e o time alagoano poderá perder a colocação de primeiro posicionado, que conseguiu manter nas últimas rodadas.

 

O CSA só não será destronado se o Fortaleza, que recebe o Sampaio, for derrotado ou empatar com o citado adversário. Em empatando o Tricolor irá a 11, mas não suplantará o concorrente, pelos demais critérios de desempate, dentre  eles o os cartões amarelos, que vêm sustentando a posição do time alagoano que, nesse quesito foi mais disciplinado do que o Tricolor.

 

No caso de empate o Fortaleza poderá assumir a primeira colocação se o resultado do seu jogo for igual ou acima de 2 x 2. Supondo que seja 2 x 2 o Tricolor irá a 10 gols marcados, sobrepujando o CSA, cujo ataque assinalou 9 gols. Alguém pode concluir que estou sendo pessimista e que não acredito no Fortaleza, nada disso. Estou apenas analisando a situação sob todos os prismas.

 

Essa análise nos remete a outra importante partida, que envolve dois componentes da zona de classificação, terceiro e quarto colocados, respectivamente Botafogo e Remo, os dois ameaçando a posição do Fortaleza que, em perdendo continuará com 10 pontos e poderá ser ultrapassado pelo vencedor desse confronto. No caso de empate, independentemente do resultado da sua partida, o Fortaleza manterá a segunda colocação.

 

Vemos desse modo que teremos três confrontos importantíssimo, um pela zona de degola, do qual já falamos e dois pela zona de classificação, em que Botafogo e Remo lutam para manter as posições; o Fortaleza para assumir a ponta e o Sampaio, que tem os mesmos 8 pontos de Botafogo e Remo pugnará  para defenestrar  um dos dois.

 

No embate Botafogo, terceiro colocado com 8 pontos versus Remo, quarto,  com os mesmos 8, o time paraibano, consoante os especialistas é o favorito para conquistar a vitória, com a qual chegaria a 11 pontos, passando a brigar com o Fortaleza pela segunda posição e deixando o Remo, concorrente direto,  comendo poeira e a mercê do Sampaio Corrêa.

 

Nesse embate o Botafogo, sempre fazendo questão de frisar que na opinião dos matemáticos, tem 47,8% de probabilidade de sair vitorioso, contra 18,9% de chances do oponente, ficando 33,3% para o empate, possibilidade muito forte, especialmente se considerarmos o equilíbrio existente no grupo, basta que se veja que do terceiro, Botafogo, ao sexto, Confiança, todos têm 8 pontos.

 

Em casa o Botafogo tem duas vitórias e um empate, tendo amealhado 7 pontos em 9 possíveis, apresentando um percentual de desempenho dos mais elevados, 77,7%. O Remo fora de casa jogou duas partidas, perdendo para o ASA por 1 x 0 e vencendo o líder CSA, por 1 x 0, apresentando um percentual de desempenho de  50%, que reputamos como muito bom, situação que, no nosso entendimento e a despeito dos especialistas pensarem o contrário, dará muito equilíbrio ao jogo.

 

Por fim o Fortaleza, que receberá o Sampaio Corrêa que, como vimos,  luta para adentrar ao G-4 e que se constituirá num adversário dos mais difíceis.  Não defendemos essa tese para infundir medo na Nação Tricolor, mas baseados na própria performance do time maranhense que, fora de casa,  tem sido um oponente dos mais complicados.

 

Em jogos fora de casa o Sampaio conquistou duas vitórias, 2 x 1 no Moto e 1 x 0 no ASA e um empate de 2 x 2, com o Confiança, após está por duas vezes inferiorizado no marcador,  contingência que atesta a sua capacidade de superação e o seu espirito de luta, isto porque o segundo gol foi consignado aos 47 minutos do segundo tempo.

 

O Fortaleza, por sua vez, em casa tem uma das melhores campanhas da Série C, vez que em dois jogos venceu o Botafogo por 1 x 0 e o ASA por 3 x 0, apresentando um per4ntual de aproveitamento de 100%, que esperamos seja mantido no jogo de hoje. Por essa razão, consoante os especialistas é o favorito para vencer, com 63% de probabilidade. O empate fica com 22,2% e a possibilidade de vitória do Sampaio com 18,9%.

 

Nada disso tem que nos influenciar, visto que o Sampaio, que é um time sem estrelas, mas muito organizado taticamente, como visitante tem mostrado as suas garras, de modo que o Fortaleza precisa do apoio do seu torcedor para lutar pela vitória e, por consequência pela liderança do grupo. Repito: Temos que ter cuidado pois já vimos o time maranhense, sem qualquer favoritismo, nos tirar em 2013 da segunda fase da Série C daquele ano.  Só a junção de todas as nossas forças nos levará à vitória.

 

Por hoje c’est fini.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.