Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

UMA ANÁLISE DE DESEMPENHO DOS CLUBES APÓS A SÉTIMA RODADA DA SÉRIE C

30 Jun 2017

 LÚCIO FLÁVIO FORA DE COMBATE

 

Ganhar, perder ou empatar faz parte do jogo, são resultados inerentes a uma partida de futebol, de modo que o Fortaleza perdeu para um time que vem se constituindo numa das maiores forças da Série C, tanto é que até à quinta rodada se manteve no topo, donde se conclui que, no tocante ao resultado nada que se possa rotular de absurdo ou como fora do contexto.

 

É evidente que todos nós queríamos uma vitória, que deixaria o Fortaleza com 15 pontos e como o time com melhor produtividade na Série C, entretanto, como o nosso desejo não se concretizou temos que considerar que o mundo não se acabou em função dessa derrota e que o Tricolor está apenas a 1 ponto de distância do líder e do vice-líder,  CSA e Botafogo,  e a 2 pontos do quarto e do quinto colocados, Remo e Sampaio Corrêa.

 

Por outro lado na sétima rodada o Tricolor atuará em casa e com o apoio da sua torcida, enquanto os seus perseguidores mais próximos se digladiarão entre si e, além do mais CSA e Botafogo atuarão fora dos seus domínios.  O CSA enfrentará o Salgueiro, que tudo fará para deixar a zona de degola e o Botafogo enfrentará o ASA, difícil de ser batido no seu território e sequioso para se aproximar do G-4.

 

O Fortaleza receberá o Confiança, que tem 8 pontos e está a três da zona de classificação, tudo indicando que será um adversário complicado, contudo, com o apoio da torcida o Tricolor terá tudo para conquistar um grande vitória, que poderá guindá-lo, novamente, a ponta da tabela. Não há dessa forma, motivos para acharmos, após essa derrota, que seguramente não nos agradou, que o mundo se acabou. Nada disso. O Fortaleza só depende de si e da sua torcida para alargar o seu horizonte.

 

O Bonamigo, para esse jogo, terá mais alternativas, visto que o Everton, que não vem jogando bem, mas que é um jogador que pode fazer a diferença retorna, oferecendo mais uma opção para o meio de campo e o Bruno Melo, que vem crescendo de produção será o titular, após cumprir suspensão automática.

 

O treinador tricolor, por certo, contará ainda com mais um reforço, haja vista que o lateral-esquerdo, Guilherme Santos, que disputará posição com o Bruno Melo, já está regularizado e poderá fazer a sua estreia no decorrer do jogo. Ver-se que o treinador tricolor tem um grande leque de opções para montar a sua equipe, devendo mandar  a campo a onzena que estiver em melhores condições físicas e técnicas.

 

Analisando o desempenho das equipes dos dois grupos da Série C,  após a sétima rodada temos que  os  times com melhores desempenhos são CSA e  Botafogo (PB), ambos com quatorze pontos e os clubes com os piores desempenhos são  Moto Club e Salgueiro que conquistaram apenas                                 5 pontos nas sete rodadas. Os times mais vitoriosos são CSA – Botafogo (PB) e Fortaleza, todos com 4 vitórias.

 

No anverso ou na contramão da história temos que os times com mais derrotas são       Moto – Salgueiro – Mogi Mirim e Macaé, que sofreram 4 derrotas. O time que mais empatou, sendo o recordista da série c em todos os tempos foi o Cuiabá, simplesmente com 6 empates em 7 jogos, proporcionalmente falando, temos um fato dantes nunca acontecido.

 

Continuando dissecando a competição temos que o Fortaleza se apresenta como o clube com o ataque mais positivo, com 11 gols. Do outro lado da tabela o ASA se configura como a equipe com o ataque menos positivo, com apenas 4 gols marcados.

 

A melhor defesa é a do Botafogo(PB), com tão somente 3 gols sofridos, apresentando o incrível índice de 0,42 gols por partida.  Na contramão temos as defesas de Confiança e  Mogi Mirim, com 11 gols sofridos, exatamente o inverso do ataque tricolor, que como vimos marcou 11 gols. Esses sistemas defensivos apresentam um índice de 1,57 gols sofridos por partida. São defesas que se escancaram.

 

Enquanto os quatro primeiros colocados do Grupo A apresentam uma maior produtividade e eficiência, com 52 pontos conquistados do Grupo B somaram 44 pontos, diferença de 8 pontos, os dois últimos colocados do Grupo A somaram 10 pontos e os dois últimos do Grupo B   somaram   14 pontos, diferença de 4 pontos pró Grupo B.

 

Os clubes do Limbo do Grupo A somam 31 pontos e os clubes do limbo do Grupo B amealharam 34, apresentando uma produtividade a maior de 3 pontos. Que conclusões podemos tirar desses números?  Que o desempenho dos dois grupos está bastante equilibrado, vez que os clubes do Grupo A conquistaram 93 pontos, enquanto os do grupo B somaram 92.

 

Por hoje c’est fini.     

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.