Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

SÉRIE C - BRIGA DE FOICE NO G-4 DO GRUPO A

28 Jul 2017

 

 Briga de foi no G-4

 

A décima segunda rodada, no nosso parco entendimento, será uma etapa de definições,  isto porque acontecerão três confrontos diretos entre os clubes que lutam por um lugar ao sol, ou por entrar no grupo de classificação, casos do Salgueiro, Botafogo e Cuiabá, todos com 14 pontos e a 2 de Botafogo e Remo, terceiro e quarto colocados, respectivamente, que têm 16 pontos e que correm sérios riscos de perderem as suas posições.

 

Ocorrerão algumas lutas internas, a primeira entre Fortaleza e CSA, pela primeira colocação do G-4 e ambos com a vantagem de jogar em casa. O CSA enfrentará o Botafogo (PB) e o Fortaleza o Salgueiro. Em condições normais dir-se-ia que o time alagoano teria um adversário mais difícil, contudo o declínio do Botafogo, que vem de quatro derrotas consecutivas no deixa um tanto quanto indecisos e nos inclinando a avaliar que, mesmo em se tratando de um clássico nordestino, o  CSA é o favorito.

 

O Fortaleza que, hipoteticamente teria um adversário menos complicado do que o CSA, não está assim tão tranquilo, tendo em vista que o Salgueiro vem numa curva ascendente, tendo conquistado 3 vitórias nos últimos três jogos, duas das quais fora de casa, contra Remo e Moto Club e não há como minimizar a importância desses triunfos, isto porque, mesmo o Moto estando em crise, dentro dos seus domínios é um time perigoso e o Remo lutava por uma vaga no G-4.

 

A outra pugna reúne três clubes, o Fortaleza, o segundo com 18 pontos sofre a pressão e o assédio do Remo e do Sampaio, que têm 16 pontos e que qualquer dos dois podem assumir o segundo lugar, desde que o Fortaleza seja derrotado pelo salgueiro e os dois clubes obtenham resultados positivos. Nessa hipótese os dois iriam para segundo e terceiro lugares e o Tricolor cairia para a quarta posição.

 

A situação de Remo e Sampaio não é assim tão tranquila, visto que Salgueiro, em quinto, Botafogo, em sexto e Cuiabá, em sétimo têm 16 pontos e estão de olho e com um pé no G-4 e, para tanto, ficam na espreita de tropeços dos dois clubes.

 

O Salgueiro, teoricamente,  tem um adversário mais difícil, visto que atua fora de casa contra o Fortaleza, que buscará a vitória para se consolidar e se firmar no G-4, deixando a luta mais a caráter para Botafogo e Cuiabá. O Botafogo sai para enfrentar o CSA, que precisa retomar os caminhos da vitória, pois vem de três empates e, mais um resultado negativo o deixará a mercê do Fortaleza, para quem pode perder a posição.

 

Sobrou então o Cuiabá, que recebe o Remo e se vencer substituirá o time paraense no G-4. Será um jogo difícil e complicado em que o time cuiabano, mesmo se engalfinhando nessa luta difícil, em jogo de seis pontos, tem tudo para sair vitorioso, isto se não conseguir mais um empate, que seria o nono e um recorde absoluto no Brasileirão, em todas as suas divisões.

 

Não vamos ficar em cima do muro e, portanto vamos emitir o nosso ponto de vista quanto ao futuro G-4. Avaliamos que CSA e Fortaleza, que não correm risco de sair do grupo de classificação, nesta rodada, e o Sampaio que enfrentará um adversário supostamente mais fácil, até porque é um dos inquilinos do Z-4, se manterá no G-4, ficando a outra vaga para o Cuiabá.

 

O novo G-4 ficaria assim formado: CSA e Fortaleza, ou o contrário, em caso de tropeço do time alagoano; seguidos por Sampaio e Cuiabá. O cenário não se prenuncia como favorável para Salgueiro e Botafogo, que podem ficar a 5 pontos do quarto colocado e para o Remo, que pode fechar a rodada na quinta posição.  Lembramos, no entanto e por oportuno, que o futebol não é uma ciência exata, de modo que ninguém, dentre os clubes que pugnam pelo G-4 está livre de sofrer derrocada. Esperemos para ver.

 

Por hoje c’est fini.

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.