Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

SÉRIE C - RODADA DECISIVA - 16º

25 Aug 2017

 

A décima sexta rodada tem tudo para ser decisiva, isto porque teremos jogos importantes, tanto entre os membros do grupo de classificação, como no andar de baixo, entre as equipes que lutam contra o descenso. Iniciando pelo andar de baixo temos Botafogo x Confiança em que o time paraibano soma   17 pontos,  um a mais do que o seu oponente, que se encontra na zona de rebaixamento.Botafogo luta em duas frentes: Na primeira para se afastar de vez do Z-4 e na segunda para tentar a classificação, embora com chances remotas. O Confiança, que tem os mesmos 16 pontos do Moto, precisa vencer e torcer por um tropeço do time maranhense no seu embate contra o Remo.

 

Outro confronto importante, aliás, doravante todos são relevantes,  reúne o ASA, o lanterna do Grupo A, com 12 pontos e o Cuiabá, na zona do limbo,  com 19 pontos e ainda tem chances de classificação. O ASA, considerando que por ora estão em disputa 9 pontos, ainda alimenta a quimera de fugir do rebaixamento, tarefa gigantesca vez que a sua distância para o primeiro clube fora da zona maldita, o Moto, é de 4 pontos.

 

Para tanto o ASA  terá que vencer as três partidas que lhe restam, contra Cuiabá, Botafogo e Confiança,   e torcer para Moto e Confiança perderem duas. Na última rodada tem um confronto direto e de seis pontos contra o Confiança, que quando da sua realização poderá estar valendo o livramento do rebaixamento. Difícil, mas “enquanto há vida, há esperança” (Eclesiastes 9,4).

 

O Moto, com 16 pontos, recebe o Remo que tem 21 e, conforme acentuamos, com a obrigação de vencer para se afastar da zona de rebaixamento sabendo que, para fugir do descenso,  depende apenas das suas próprias pernas. O Remo, na quarta posição do G-4, com 21 pontos, necessita vencer, visto que nesta rodada disputa a posição com o Salgueiro, 20 pontos e Cuiabá 19 e uma vitória pode lhe deixar numa situação mais confortável.

 

Salgueiro x Sampaio, num confronto que interessa a todo mundo farão um jogo de suma importância   nessa briga pelo G-4 . O Sampaio,  se vencer, disparará na frente com 31 pontos e provavelmente garantirá a primeira colocação do grupo. O Salgueiro necessita vencer para chegar a 23 pontos e torcer por um tropeço do Remo, para ganhar a sua posição no G-4.

 

Por fim Fortaleza e CSA, um encontro  que pela significação que encerra se constitui num dos embates mais importantes dessa Série C. O CSA com 27 pontos necessita tão somente de 1 ponto para se classificar e vitória, com a qual chegaria aos 30 pontos, com os quais poderia reassumir a ponta da tabela, na eventualidade de um tropeço do Sampaio frente ao Salgueiro.

 

O Fortaleza necessita vencer para chegar aos 26 pontos e praticamente se garantir na próxima fase. Em isso ocorrendo, irá para o embate contra o Confiança, fora de casa, carecendo apenas de 1 ponto para garantir a classificação matematicamente. Por todos esses ingredientes deveremos ter uma partida das mais disputadas em que o Tricolor, para usarmos uma sentença muito em voga, deverá propor o jogo o tempo inteiro.

 

No nosso ponto de vista, em razão dos interesses em jogos, será uma rodada muito disputada e no que pese os matemáticos acharem que será a rodada dos mandantes, a possibilidade de alguns empates não está descartada, até porque a competição, nos seus dois grupos, se caracteriza por ser muito equilibrada.

 

Por hoje c’est fini.

.

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.