Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

FAZENDO CONTAS PELO G-4

 

A diretoria do Confiança intitulou o embate contra o Fortaleza de “o jogo do fico”, isto porque se sair vencedor, o único resultado em que  estão apostando e no qual pretendem chegar, custe o que custar,  irá a 22 pontos e se garantirá na competição do próximo ano. O interesse para a partida é tão grande que o clube já vendeu antecipadamente metade da capacidade do estádio, cerca de 8.000 ingressos.

 

Há controvérsias nessa tese do time sergipano  e acredito que seja uma tirada de marketing,   tendo em vista que Moto e Botafogo têm 17 pontos e se vencerem chegam a 20,  ficam a dois pontos do Confiança e adiam a decisão da segunda vaga do descenso para a última rodada. Considerando-se que   Moto e Botafogo, contra os quais o time sergipano briga para não cair,   atuam em casa,  as contas do Confiança de repente podem não darem certo nos no noves foras.

 

O Moto enfrenta o Cuiabá necessitando vencer para fugir do rebaixamento e o Botafogo recebe o ASA, num confronto teoricamente dos mais fáceis para o time paraibano,  de modo que, mesmo vencendo o time sergipano ainda não terá a sombra e a água fresca que tanto deseja e para amarrar o seu cavalo.  

 

Com relação à classificação para a próxima fase os especialistas consideram, no que estão corretos,  que Sampaio e CSA já estão 100% garantidos na fase eliminatória, também chamada de mata-mata, restando, desse modo,  duas vagas que avaliam que serão preenchidas por Fortaleza, com 92% de probabilidades de se classificar e pelo Salgueiro, com 36,7%. Remo com 34,6% e Cuiabá com 34% estariam fora.

 

O Fortaleza conta com esse elevado percentual para se classificar em razão de ser, dos cinco clubes que lutam no momento pelas duas últimas vagas do G-4,  a única equipe que pode se classificar, sem depender de outras combinações, com uma vitória e um empate.

 

Dentro dessa linha de raciocínio eu discordo dos matemáticos com relação à previsão de que o Salgueiro será um dos quatro classificados, isto porque, afora o Fortaleza, somente o Remo pode se classificar com uma vitória e um empate, ou com mais 4 pontos, os outros precisam de duas vitorias.

 

O Cuiabá se obtiver uma vitória e um empate somará 26 pontos mas perderá a vaga em    decorrência de ser suplantado pelos demais concorrentes pelo número de vitórias e essa será a consequência nefasta da sua inédita elevada quantidade de empates, 10. Proporcionalmente, no Brasileirão, em suas quatro divisões e em todos os tempos ninguém chegou a esse número.  

 

O Salgueiro com uma vitória e um empate irá a 25   pontos e estará fora da próxima fase, isto porque os classificados no Grupo A têm que somar, no mínimo, 26 pontos. Afora isso quem fizer 25 pontos ficará na dependência de uma complicada combinação de resultados.

 

À luz desses dados defendo a tese de que o Fortaleza, para se classificar depende, no mínimo de dois empates, mediante os quais somaria 26 pontos e estaria garantido na próxima fase,  isto considerando-se que o Cuiabá será derrotado pelo Moto. Se o Cuiabá vencer teremos que refazer as nossas contas.

 

O importante para o Fortaleza é vencer as duas partidas e tem time para isso, basta acreditar mais nas suas potencialidades e repetir a performance conseguida da segunda à quinta rodada, nas quais conquistou 3 vitorias sobre Botafogo, Salgueiro e ASA e empatou com o Cuiabá.

 

Aliás, o Fortaleza está a 3 vitorias e 1 empate da tão sonhada Série B e poderá estar a 2 vitórias e dois empates nesta ordem: Empate  e vitória nos dois próximos jogos e vitória e empate na fase eliminatória, ou seja, tem que empatar com o Confiança e ganhar do Moto e vence em casa o adversário do mata-mata e empatar fora. Essa é a meta mínima a ser perseguida.

 

Na verdade, para sermos mais otimistas, estaremos a um ponto da classificação, isto se o Remo, Salgueiro e Cuiabá perderem, numa combinação de resultados dos nossos sonhos e quase improvável. Vamos aos números: Remo e Cuiabá perdendo só poderiam chegar a 25 pontos, mesma pontuação do Fortaleza, mas o Cuiabá estaria fora por ter menos vitórias.

 

O Salgueiro, por sua vez, com 21 pontos só poderá chegar aos 24 estando, inquestionavelmente, fora da próxima fase. Aliás, esta e a única  hipótese e pouco provável, para que os dois últimos times do grupo se classificarem com 25 pontos, razão porque  defendo a premissa de a classificação para a próxima fase só estará garantido com no mínimo 26 pontos.

 

Hoje já teremos uma partida entre Botafogo x ASA que tem importância apenas para os dois contendores e de modo especial para o Botafogo que, em vencendo e consoante os expertos é o favorito, irá a 20 pontos e, dependendo dos resultados de Moto e Confiança, pode se livrar do rebaixamento.

 

O interessante é que ficamos fazendo contas e mais contas e por que se os nossos prognósticos e anseios não influirão em nada nos resultados das partidas? Certamente para driblarmos a pressão e a ansiedade que se abate sobre cada um de nós. De repente passamos a ter medo de Confiança e de Moto, coisa em priscas eras não aconteciam. É a vida...é a vida...O que devemos fazer? Somente fazer contas e rezar.

 

Por hoje c’est fini.

 

Advíncula Nobre

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.