Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

HIPÓTESES PARA O FROTALEZA SE CLASSIFICAR

 

Todos os jogos do Grupo A se realizarão no sábado às 19;30. Tivéssemos falando do rigoroso e fleumático horário britânico todas as partidas começariam exatamente na hora marcada, mas como estamos no Brasil, do famoso “jeitinho brasileiro”, alguns clubes devem atrasar estrategicamente o início dos seus embates, principalmente os que não forem jogos televisionados, para que dessa forma possam saber de antemão a posição dos concorrentes e tentar tirar proveito das mesmas.

 

Os embates do Grupo B serão realizados às 17;30, de forma que os clubes do Grupo A, quando adentrarem em campo, principalmente os que já estão classificados nas duas primeiras posições, Sampaio e CSA, já saberão antecipadamente quem serão os seus adversários.

 

Os que disputam as duas últimas posições, Fortaleza, Remo, Confiança, Cuiabá e Salgueiro nem podem comemorar e nem lamentar, porque estarão muito ocupados em tentar vaga para a segunda fase. Vendo por esse prisma concluímos que será muito difícil e complicado para qualquer um deles escolher adversários.

 

Com a vitória ontem do CSA sobre o Salgueiro, o time pernambucano viu o seu sonho de G-4 arrefecer um pouco mais, pois para se classificar terá que vencer o Remo e torcer para o Cuiabá, que enfrenta o CSA em casa, perder ou empatar. Terá que torcer ainda por derrota ou empate do Confiança que enfrentara o ASA fora de casa. Na verdade dos três concorrentes, Fortaleza, Cuiabá e Confiança, dois terão que perder ou empatar.

 

O Remo,  que enfrenta o Salgueiro,  terá que vencer e torcer por tropeços de Confiança e Cuiabá, pois considerando que o Fortaleza lhe está à frente, está avaliando que a melhor estratégia passa por se preocupar com os seus perseguidores. Decididamente uma tarefa das mais difíceis do clube remista, que enfrentará o Salgueiro,  um adversário direto fora de casa, justificando a opinião dos especialistas que apostam na classificação do time pernambucano.

 

O empate pode vir a ser bom para o Remo, que vai a 23 pontos e passa a torcer por tropeços dos dois concorrentes mais diretos, Cuiabá e Confiança. O mesmo não pode dizer o Salgueiro que, mediante o empate, que o levará a apenas 22 pontos, estará   definitivamente fora da briga pela classificação.

 

Desde o Fortaleza, passando por Remo, Confiança e Cuiabá todos têm chances, contudo, apenas o Fortaleza joga pelo empate, os outros terão que triunfar e fazer figa pelo tropeço dos concorrentes. O Cuiabá,  por  exemplo, além de ter que vencer o CSA, terá que esperar por tropeços de Fortaleza, Remo ou Salgueiro e Confiança, tarefa um tanto quanto inglória.

 

Ressalte-se, porém, que uma luz começou a brilhar no fim do túnel para o time cuiabano, que enfrentará um CSA já com o segundo lugar garantido e desfalcado de sete titulares, que forçaram o recebimento de cartões amarelos para ficarem suspensos nesta partida e limpos, ou zerados, para o mata-mata, razão por que pode dar Cuiabá na cabeça.

 

Por mais incrível que pareça o Fortaleza,  seguindo o exemplo do Paissandu em 2012, que se classificou em quarto, com 24 pontos, ocasião em que o Icasa também se classificou em terceiro com a mesma pontuação, do mesmo modo pode se classificar até com derrota, não dependendo, entretanto, apenas de si próprio, mais de um combinação  de resultados, difícil, porém não improvável.

 

Alguém pode torcer o nariz para essa hipótese, avaliando-a como um absurdo e uma desmoralização para o Fortaleza, mas como a mesma é real e palpável,  temos que analisa-la e considera-la. O Fortaleza para se classificar com 24 pontos tem que se despreocupar com o resultado de Salgueiro e Remo, pois um dos dois inapelavelmente ficará pelo meio do caminho.

 

O Fortaleza terá que torcer por empates entre Cuiabá e CSA e ASA e Confiança. Nesse caso  será o quarto colocado.  Pensam que já viram tudo em termos de possibilidades para o Trioclor? Não, porque se o Fortaleza perder e Remo e Salgueiro; ASA e Confiança e Cuiabá e CSA empatarem os seus embates, o Tricolor, com 24 pontos,  será o terceiro.

 

Difícil? Sim, mas não impossível, considerando-se que se configura como de bom alvitre lembrarmos que na quinta rodada todos os jogos do Grupo A saíram empatados, nada impedindo que resultados iguais em três embates possam se acontecer, até porque são jogos decisivos em que, excetuando o ASA, já rebaixado, todos os clubes pugnam por posições.

 

Por hoje c’est fini.

 

Advíncula Nobre

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.