Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

PRA FRENTE LEÃO!

 

Praticamente todos os jogos no dia de hoje, em virtude do grande equilíbrio verificado no ano em curso na Série C, serão decisivos. No Grupo A, dos dez clubes que estarão em ação, apenas o ASA, em razão de já se encontrar rebaixado,  não luta mais por nenhum objetivo, enquanto os outros nove estarão pugnando, ou para se classificar, ou para não cair.

 

Poderíamos conjeturar que Sampaio com 32 e CSA com 31 pontos e já classificados, jogariam apenas para cumprir tabela, o que é um ledo engano, haja vista que os dois clubes brigam entre si pela primeira  posição, vez que não podem mais ser alcançados pelo Fortaleza, o terceiro, do qual, o segundo posicionado, o CSA, dista 7 pontos.

 

Teremos entre os dois apenas um embate pela demarcação de território, não sendo demais lembrar que o primeiro colocado de um grupo poderá adquirir o direito de mandar os seus jogos até à final  e, por essa razão,  avaliamos que as duas equipes entrarão em campo com o fito de vencer os seus jogos.

 

Com esse pensamento, o Sampaio Corrêa, que já pregou aviso e entrará completo, receberá o desesperado Botafogo, que luta com o Moto para fugir da segunda vaga do descenso. Para esse embate o time maranhense é o favorito, consoante os especialistas, com 58,6% de probabilidade de vencer, sendo o mandante do Grupo A com maior percentual de favoritismo.  

 

O Botafogo, que luta contra o descenso com o também maranhense Moto e, muito remotamente com o Salgueiro, está com 18 pontos, dois a menos do que o seu concorrente, que tem 20,  e não pode nem pensar em empatar. Para o time paraibano só a vitória interessa e ainda tem que torcer pelo Fortaleza, que recebe o time motense.

 

Em razão da grande rivalidade aventam a possibilidade do Sampaio Corrêa abrir o jogo para o Botafogo, mas pelas razões que elencamos reputo como uma possibilidade muito difícil, até porque a federação maranhense, em nome dos interesses do se futebol,    deve ter saído em defesa do seu filiado, convencendo o Sampaio a não agir desse modo.

 

ASA e Confiança fazem uma partida que, para o time alagoano só interessa se despedir galhardamente da Série C, vez que já está rebaixado. Os matemáticos o colocam como o favorito com 45,7% de chances de sair vencedor. Acredito que essa previsão tenha sido feita antes do clube demitir o treinador e de  ter feito uma espécie de varredura no elenco, tirando cerca de sete jogadores. O empate fica com 26,9% e a vitória do Confiança com 27,4%. Contrariando as previsões eu avalio que ou dar Confiança ou empate.

 

O Cuiabá que  a exemplo do Confiança também é candidato  a uma vaga no G-4, recebe o CSA, já classificado, mas de olho no primeiro lugar. O prenúncio é de um jogo muito equilibrado, vez que o time cuiabano conta com 36,3%, o empate fica com 33,7% e o Confiança com 30%. Em condições normais o CSA seria o favorito, entretanto vai para o jogo muito desfalcado, vez que seis ou sete jogadores estavam pendurados e zeraram os seus cartões. Cravo o empate.

 

O Salgueiro recebe o Remo, ambos brigando por vaga no G-4. O time pernambucano é o favorito com 56,5% de chances de vencer, ficando o empate com 27,6% e a probabilidade de vitória do Remo com 15,9%. O Remo com 22 pontos necessita de 3 para selar a classificação, enquanto o Salgueiro, com 21 tem que vencer e torcer por uma combinação de resultados. A tarefa é difícil, mas o Remo depende apenas de si. Empreitada difícil. Contrariando os analistas cravo o empate ou vitória do Remo.

 

Por fim o jogo do Fortaleza que  recebe um Moto desesperado e precisado tão somente da vitória, posto que até o empate, que o levará a 21 pontos,  pode deixa-lo em situação difícil, considerando que se o Botafogo vencer chega também  a 21 pontos e o superará em  número de vitórias.  

 

O Fortaleza, que se classifica até com o empate, consoante os especialistas, é o favorito com 54,4% de chances de vencer. O empate fica com 26,7% e a possibilidade de vitória do Moto com 18,9%. Será um jogo difícil para o Tricolor, que vem de cinco partidas sem vitórias tendo, por conseguinte, a situação psicológica um tanto quanto abalada e eu até diria que o maior adversário do Fortaleza, no momento, é ele próprio. O Fortaleza precisa vencer os seus fantasmas.

 

Um diferencial muito importante será a torcida tricolor, que desde o treino de quinta-feira  se posicionou ao lado do time, tanto é que até ontem já haviam sido vendidos 15.000 ingressos levando-nos a crer que teremos mais de 30 mil pessoas no estádio para empurrar o Fortaleza.

 

Esperamos que o time se contagie com todo esse apoio, com a vibração dessa torcida maravilhosa e volte a ser aquela equipe do início da competição quando da segunda à sexta rodada, ou seja, em cinco jogos, conquistou 10 pontos em 15 possíveis, apresentando um percentual de aproveitamento de 67%. Ora, se o time é o mesmo,  a nossa esperança é que a partir do jogo de hoje possa adquirir a confiança e nos dar muitas alegrias, pois ninguém desaprendeu o ofício de jogar.

 

PENSAMENTO - Nenhum obstáculo será tão grande se sua vontade de vencer for maior. (Desconhecido).

 

Por hoje c’est fini.

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.