Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

FORTALEZA: VITÓRIA PRA NINGUÉM BOTAR DEFEITO

10 Sep 2017

 Um dos melhores jogadores em campo.

 

O Fortaleza, no meu ponto de vista fez o melhor jogo da competição.  É evidente que ainda há o que acertar, especialmente no ataque que caiu muito de produção. No empate contra o CSA funcionou com o gol do Hiago, mas afora isso, a última vez que funcionou foi no jogo contra o ASA,  pela 13ª rodada, gol do Lúcio Flávio, que depois disso não mais balançou as redes.

 

Nesse período de seis rodadas, da 13ª a 18ª, que podemos chamar de  “tempo das vacas magras” e que esperamos tenha passado  e que  entremos no “período das vacas gordas”,  a equipe marcou apenas 4 gols, enquanto a defesa sofreu 7. Nesse mata-mata vamos precisar muito que a defesa se porte de forma mais segura e que o ataque volte a marcar. A verdade é que depois da contusão no ombro o Lúcio Flávio não vem sendo o mesmo e o Paulo Sérgio, que seria o seu substituto natural não vem rendendo a contento.

 

Vamos esquecer tudo isso porque o momento é de alegria isto porque o time venceu e convenceu e poderia, inclusive, ter aplicado uma goleada, se o goleiro Saulo do Moto não tivesse se constituído no melhor jogador em campo e se os nossos atacantes tivessem sido mais precisos nas conclusões.

 

Na verdade, nesse período de seis rodadas em que pouco produzimos, vimos sendo salvos pelo Rony, que marcou dois dos quatro gols tricolores, um contra o ASA e outro ontem.  Com certeza, com fé em Deus, vamos resgatar nesse mata-mata aquele sistema ofensivo em que todos faziam gols. O jogo de ontem nos encorajou a acreditar mais ainda nas possibilidades do Fortaleza, pois foi a melhor partida do time na competição.

 

No primeiro tempo o time produziu bem, dominou completamente o adversário, criou oportunidades,   mas teve no goleiro adversário um grande paredão, isso porque o meio de campo, comandado pelo Leandro Lima, e nunca pensei que poderia dizer isso,  se movimentou muito e fez literalmente o time jogar. Louve-se também o fato de que essa foi a melhor partida do Everton no ano em curso, de modo que, com dois meias insinuantes o Fortaleza não teve dificuldade para ser o senhor das ações. O Leandro Lima foi o melhor jogador do Fortaleza na etapa inicial.

 

No segundo tempo o Fortaleza continuou dominando, embora tenha arrefecido um pouco, deixando que o Moto, desesperado por se encontrar na zona de rebaixamento,  criase, de vez em quando, em algumas estocadas perigosas, muitas dificuldades para o gol tricolor, ensejando que o Boeck se constituísse no  melhor jogador do Fortaleza na etapa. Enquanto isso o goleiro Saulo continuava fazendo milagres e evitando que o Fortaleza abrisse o marcador.

 

Evidentemente que a bola é um ser inanimado e não tem vontade própria, mas em sentido figurado diríamos que ela teimava em não entrar, até que o Rony, que havia substituído o Everton, derivou para o meio e deu um tirombaço que, antes de entrar, para aumentar ainda mais o sofrimento da torcida tricolor, beijou a trave e foi morrer no fundo das redes. Era o gol do alívio e que graças a duas defesas milagrosas do Boeck nos garantiu o placar.  

 

Taticamente o Fortaleza esteve perfeito. O meio de campo, como dissemos, se movimentou bem; os laterais, fundamentos que vínhamos cobrando,  abusaram de ir à linha de fundo e os meias, tanto pela direita como pela esquerda encostaram nos mesmos para fazer triangulações, no chamado um dois. Esse Fortaleza, com toda essa garra, que ontem foi aliada à técnica, nos inspira confiança e esperamos que, enfim repetindo a formação, possa readquirir a constância e a regularidade.

 

O Boeck foi um monstro, deixando patente que estamos bem servidos de goleiro e o melhor é que na partida de ontem esteve perfeito nas saídas e na saída de bola, se não me engano errou apenas uma. Os laterais foram sobejamente à linha de fundo e o Felipe, fez a sua melhor partida no ano. O Edimar, que vinha fazendo uma boa partida, queimando a minha língua, se contundiu, entrando o Rodrigo Mancha, que não esteve bem, dando umas duas ou três pixotadas.  Uma delas quase redundava em gol contra.

 

O meio de campo foi o ponto alto do time. O Anderson esteve soberbo e o Pablo, do qual eu reclamava por não ter função tática definida, ficando por vezes perdido dentro de campo, ontem marcou e saiu para o ataque no momento preciso. O Everton voltou com garra e determinação e no meu ponto de vista ainda pode render mais e é com essa hipótese que contamos para os confrontos com o Tupi.

 

O Leandro Lima, contrariou a todos, posto que, no jogo de ontem, demonstrou garra e força de vontade, qualidades que não vinha apresentando e como dissemos se movimentou bem e foi o pulmão do Fortaleza no primeiro tempo.

 

Sobre o ataque já falamos. O Lúcio ainda não se reencontrou. O Paulo Sérgio não tem conseguido se firmar, ontem inclusive perdeu duas oportunidades para marcar e o Hiago é um pouco disperso, visto que, em alguns momentos faz boas jogadas e em outras complica. Por muito pouco não faia um belo gol. Diria que o ataque precisa ser mais incisivo, visto que vem atuando longe da área, não sei se por determinação tática ou se por falta de ritmo.

 

Depois de uma vitória destas, que podemos chamar de maiúscula, pelo que o time produziu, o que é que temos para  criticar? Só temos que elogiar, tanto é que pelo conjunto da obra vou agraciar o time com uma nota de 8,5 pontos.  Boeck, Felipe, Anderson Uchoa e Leandro Lima, que foram os meus destaques,  ficam com 9. É esse o Fortaleza que queremos.

 

PENSAMENTO - Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. (Francisco do Espírito Santo).

 

Por hoje c’est fini.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.