Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

QUEM É O TUPI?

12 Sep 2017

 

O Fortaleza enfrentará o Tupi de Juiz de Fora, no confronto inédito, considerando-se que os dois clubes jamais se encontraram, de modo que o nosso adversário desperta a curiosidade, até porque o Tricolor, nesses oito anos na Série C,   vem perdendo a ascensão para times reputados como inferiores, tanto em conquistas, como em torcida. Visando satisfazer essa curiosidade pesquisamos um pouco sobre o nosso adversário desta fase eliminatória.

 

O Tupi Football Club foi fundado em 26 de março de 1912 tendo  105 anos. O Tupi possui estádio próprio, o Dr. Francisco de Salles Oliveira, muito acanhado, com capacidade para apenas 1.150 pessoas, de modo que manda os seus jogos no Estádio Municipal Radialista Mario Helênio, o Helenão, inaugurado em 30 de outubro de 1988 e com capacidade para 31.863 expectadores.

 

O nosso adversário foi fundado por pessoas proeminentes de Juiz de Fora, dentre elas aquele que é considerado o seu fundador, o Antônio Maria Junior, conhecido como Carijó, primeiro presidente. Não obstante seja o clube de futebol mais importante da cidade, que tem cerca de 560.000 habitantes, não é a agremiação de maior torcida local, primazia que fica com o Tupynambás, o seu eterno rival  que,  embora não tenha a visibilidade nacional do Tupi é o preferido do torcedor juiz-forano.

 

O Tupi, que atualmente é o 47º no Ranking da CBF,  tem as seguintes conquistas: Campeão Brasileiro da Série B de 2011; Campeão Mineiro do Interior, 5 títulos; Campeão Mineiro da Série B, 2 títulos; 1 Taça Minas Gerais; 1 Supercopa Minas Gerais e um vice-campeonato mineiro em 1933. Atualmente, após Cruzeiro, Atlético e América Mineiro o Tupi, ao lado do Boa Esporte é o clube de maior destaque das alterosas.

 

Pelo menos até agora o Tupi não tem destaque nenhum em público, tendo em vista que a média da Série C é de 3.206 pagantes, a do Remo, o primeiro é de 12.358 e a do Fortaleza, o segundo,  é de 9.293. O Tupi, no ranking dos 20 clubes da Série C é apenas e tão somente o 18º colocado, com média de 459 pagantes, ganhando apenas do Macaé, 377 e Mogi Mirim, 144.

 

Depreende-se, desse modo, que o Tupi, assim como quase todas as agremiações futebolísticas de médio porte do Sudeste, sobrevivem à custa da subvenção das prefeituras locais, posto que, o Fortaleza e o Remo, com essas médias de públicos relativamente boas têm dificuldades, imaginem um clube com média inferior a 500 pessoas? Não fossem os subsídios da Prefeitura de Juiz de Fora e não chegaria a lugar nenhum.  

 

O Tupi tem um time entrosado, que há algum tempo atua junto, com pouquíssimas alterações na sua onzena: Paulo; Lucas Carvalho, Fernando, Patrick (Edimário), Bruno Luiz (Faisca); Neném, Leandro BR (Bonilha), Diego e Andrey;  Ítalo e Márcio (Leo ou Romarinho).

 

O Romarinho, que não é o titular absoluto é filho do Romário. O zagueiro Fernando, de 24 anos passou por Volta redonda, Bragantino e Flamengo, de onde foi para o Tupi. O destaque é o meia Andrey, pertencente ao Cruzeiro e emprestado ao Tupy, junto com os jogadores Patrick, João Guilherme e Luan, a custo zero. O meia, de 21 nos, vem sendo monitorado e acompanhado pelos profissionais cruzeirenses.

 

Esse é o tamanho do nosso desafio. O Fortaleza tem que trabalhar para vencer os dois jogos, pois quem joga pelo empate, não raro, se depara com uma bola vadia. O Tupi fechou em segundo no Grupo B,  com 28 pontos, um a mais do que o Fortaleza no Grupo A. O Seu ataque marcou 21 gols e o do Fortaleza 20; a sua defesa sofreu 18 gols e a do Fortaleza foi vazada 15 vezes.

 

Os clubes têm campanha semelhantes em casa, ambos com 19 pontos conquistados. Fora de casa, quesito em que o Fortaleza precisa melhorar, o Tupi conquistou 9 pontos e o Fortaleza 8. A diferença de 1 ponto, no cômputo geral, do Tupi para o Fortaleza,  está exatamente no desempenho fora de casa.

 

PENSAMENTO DO DIA - Não tenha medo de tentar, tenha medo de não tentar e ver que a vida passou e você não se arriscou como deveria. (chorão).

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.