Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

RETROSPECTIVA DOS MATA-MATAS

19 Sep 2017

 

O Fortaleza terá direito a uma carga de 1.000 ingressos, da qual recebeu uma remessa de 300, já esgotada no dia de ontem,  o que é muito bom em termos de apoio ao time, por parte de uma torcida que não mede esforços para incentivar o seu  clube, caso em que as distâncias passam a ser um mero detalhe. Os ingressos estão sendo comercializados na Loja do Pici e na Barão de Studart, 2550.

 

Os torcedores estão reclamando, no entanto, do preço abusivo dos ingressos, que contraria o Estatuto do Torcedor que, no seu artigo 23 § 1º,  determina que “os valores estampados nos ingressos destinados a um mesmo setor do estádio não poderão ser diferentes entre si, nem daqueles divulgados antes da partida pela entidade detentora do mando de jogo”. A torcida tricolor está pagando R$. 50,00 e R$. 25,00, enquanto a torcida do Tupi paga somente R$. 20,00 e R$. 10,00. Fica o registro.

 

O Fortaleza, ao vencer o Tupi por 2 x 0 conquistou a primeira vitória nos chamados mata-matas. Desde 2010, quando o Tricolor foi rebaixado para a Série C,  tivemos as seguintes situações:

2010 – Não se classificou

2011 – Não se classificou

2012 -  Oeste 1 x 1  FEC   e  Fortaleza 1 x 3 Oeste

2013 – Não se classificou

2014 – Macaé 0 x 0 FEC e FEC 1 x 1 Macaé

2015 -  Brasil 1 x 0 FEC e FEC 0 x 0 Brasil

2016 – Juventude 0 x 0 FEC e FEC 1 x 1 Juventude

2017 – FEC 2 x 0 Tupi – Primeira vitória.

 

Em resumo, foram 9 jogos em que o Tricolor obteve apenas uma vitória, cedeu 6 empates e sofreu 2 derrotas.   Nesses oito anos, como vimos, não se classificou em três edições: 2010, em que perdeu a vaga para o Águia de Marabá, após o empate fora de casa em 1 x 1, saindo de forma invicta da competição.

 

Em 2011 também não se classificou e quase caiu para a Série D, decidindo o seu futuro contra o Campinense no STJD, tudo isso por       que o Tricolor necessitava de 4 gols na partida contra o CRB  e após fazer o terceiro o Carlinhos Bala apontou o dedo,  supostamente para o time do CRB, apontando que faltava apenas um gol. Esse gesto foi interpretado como se o jogador estivesse combinando com o adversário. Na Justiça Desportiva não prosperou.

 

Em 2013, após estar vencendo  o Sampaio por 2 x 0, já no final do jogo, a defesa falhou em dois lances, ensejando que o time maranhense, mercê  do empate,  lhe tirasse da competição. Ressalte-se que o gol de empate do time maranhense foi fruto de uma “bola vadia”, que resvalou em vários jogadores  e ainda contou com a falha do nosso goleiro Flávio, que se limitou a ficar olhando a bola entrar.

 

Em 2012, 2014, 2015 e 2016 o Fortaleza se classificou sempre em primeiro lugar na chave, mas ficou pelo meio da estrada, perdendo as vagas na Série B para os quartos colocados do outro grupo, no caso, Oeste, Macaé, Brasil de Pelotas e Juventude, esse treinado no ano passado pelo  nosso treinador   Antonio Carlos Zago.

 

A esperança neste ano é que, após esta primeira vitória em mata-matas, que poderia ter sido expressa em um número maior de gols, dado à superioridade do Fortaleza na partida, é a de que o time enfim possa conquistar a sua vaga saindo dessa divisão que não se coaduna e não combina com a sua expressão no futebol brasileiro.

 

De acordo com os especialistas em previsões matemáticas os quatro clubes, no momento, mais cotados para ascender à Série B são o São Bento com 98,8% de chances, seguido de CSA com 98,6%, Fortaleza com 91,7% e por último o Sampaio Corrêa com 75,6%. Oxalá acertem, contudo, o Fortaleza tem que esquecer tudo isso e fazer a sua parte, dando enfim alegrias a essa torcida que o tem desposado, pois sempre está com ele nas alegrias e nas tristezas. Que esse casamento agora faça nascer esse rebento, representado pela ascensão à Série B. Que Deus escute as nossas preces.

 

Pensamento do Dia -  Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria. (Khalil Gibran).

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.