Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

AFASTA DE MIM ESSE CÁLICE!

21 Sep 2017

 

Pediram-me para reprisar o Toque de Letra, do Programa Fala Leão de ontem, veiculado na AM 930 – Rádio Metropolitana, das 22 às 23 horas, que é apresentando por mim e pelo Araújo Coração de Leão, com a participação da Verônica Sousa e as reportagens de Rodrigues Andrades, o repórter “hors concours” do rádio esportivo cearense. Em que pese não avaliar como uma obre prima, vamos a ela:

 

“O tempo passa, o tempo voa. Não agora em que as horas parecem não passar e o tempo confabula com a nossa ansiedade tornando-se seu cúmplice. Quisera dizer que estou despreocupado, quisera tirar a angústia da alma, quisera despertar nestas manhãs e não pensar no amanhã. Não posso.

 

Sei que não  há mais o que filosofar e que não há como fazer poesia diante dessa aflição de espírito que me exaure e que me angustia. Só me resta sonhar com um novo dia,  em que o meu amado Tricolor, enfim, me traga alegria. Sonho com o dia em que a Série C não me trará nem nostalgia e muito menos melancolia, mas faça apenas parte de um passado que na memória se distancia.

 

Desperto no entanto desse momento de divagação para constatar que temos um grande desafio pela frente, um desafio que mexe com os sentimentos e as coronárias de todos nós, posto que, neste sábado o Fortaleza tem uma oportunidade sem par, nesses oito anos que caminha a esmo na Série C, para se reencontrar com o seu passado de glórias e para construir um novo porvir.

 

Os dias que nos separam dessa decisão, queiramos ou não, nos deixam irrequietos e sem poder dormir. Ah se o sábado fosse hoje! A espera, a cada minuto que passa, gera intranquilidade e incertezas. Devemos no entanto, esquecer as apreensões e confiar neste Fortaleza, que nas maiores dificuldades tem nos brindado com inúmeras alegrias.

 

Que Deus se apiede do nosso sofrimento. Que Deus nos ajude a atravessar esses momentos difíceis! Deus pode não interferir no futebol, mas com certeza há de se condoer da nossa tristeza, pois Deus não criou o homem para sofrer vicissitudes, mas para usufruir da felicidade.

 

A Bíblia nos diz: “Sabemos, porém, que Deus não ouve a pecadores, mas atende a quem lhe presta culto e faz a sua vontade”. (São João, 9). Senhor! Somos pecadores, egoístas, talvez nem mereçamos a sua benevolência e complacência,     mas Cristo disse “que um médico não vem para curar os sãos, mas para os doentes e desvalidos”, portanto, ouso lhe pedir que escute as preces dessa Nação, porque em seu seio tem muitos justos, que fazem a sua vontade e lhes prestam culto.

 

Parafraseando a canção de Antônio Marcos  diria que “hoje senti a necessidade de conversar com Deus,  falar das minhas tristezas e lhe contar os sonhos meus”. Sonhos de toda uma nação, a Nação Tricolor que, contritamente anseia por novos dias e que pede a Deus que lhe proporcione a ventura de poder ver os seus sonhos realizados e de poder contemplar a alegria nas faces de todos os tricolores, pois onde estiver a alegria o amor e a felicidade estarão juntos. Obrigado Senhor, pois sei que nos atenderá!”

 

Essa foi a nossa pequena prece! Estamos esperançosos, pois “não há bem que sempre dure e nem mal que nunca se acabe”. Os nossos males já estão perdurando por demais. Se for castigo, acredito que esses anos de insucessos e decepções já foram o suficiente para nos punir. E por que estamos sendo punidos? Por sermos uma grande nação, por trazermos o nosso amado clube no lugar mais aconchegante do coração?

 

Deus não pune. Infelizmente os homens dispõem do “livre arbítrio”, que lhes dá poder para errar e para acertar, para seguir o caminho estreito da salvação ou a porta larga da perdição. Nesses oito anos foram cometidos erros na escolha do caminho e por isso estamos sofrendo amargamente e castigados em função de erros que não cometemos.

 

Não é hora, no entanto,  de chorar o leite derramado, mas de  acender uma chama de esperança que aqueça o nosso coração e de expressar, através da oração, o amor a Deus e de pedir. E por que não de pedir?  Peçamos com fé e contrição porque “todas as graças que pedimos no nome de Jesus são concedidas pelo Pai eterno”. (São Padre Pio de Pietrelcina). “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. 8.Porque todo aquele que pede, recebe. Quem busca, acha. A quem bate, abrir-se-á”. (São Mateus 7,7- 8). Que Deus nos atenda.

 

Pensamento do Dia - A fé que tenho em Deus alimenta a minha alma e expulsa aquele medo que às vezes insiste em passar perto de mim.

 

Por hoje c’est fini.

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.