Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

PATROCÍNIO DA CAIXA BEM ENCAMINHADO

24 Nov 2017

 

Em reunião ocorrida nesta quinta-feira em Brasília, em encontro mediado pelo deputado   Adail Carneiro, o presidente Marcelo Paz se reunião com representantes da Caixa Econômica   e o acerto relativo ao patrocínio ficou bem encaminhado.

 

Segundo o presidente Marcelo Paz, que saiu da reunião bastante otimista,  "mais um passo decisivo foi dado para a celebração do patrocínio da Caixa Econômica, num ano importante para o Tricolor, o ano do Centenário.

 

O mais importante de tudo isso é que, em decorrência da Caixa Econômica ser parceira da MRV na construção civil, especialmente no segmento de casas mais populares ou de custo mais módico o Tricolor vai continuar recebendo o apoio do citado grupo empresarial.

 

 

O Adenilson, no ano passado fez um excelente campeonato pelo Guarani, ao ponto de encher os olhos dos analistas esportivos e dos nossos clubes, desempenho que o levou a ser contratado pelo Fortaleza.

 

O jogador, no entanto, não reeditou a sua performance sendo, de início,  titular do Tricolor, não conseguindo, porém,  se firmar, e aos poucos foi perdendo espaço e, ao que tudo indica, não está nos planos do clube para a próxima temporada. Algumas equipes estão querendo o seu concurso, a exemplo do Clube do Remo, contudo o atleta, pelo que deixou transparecer, prefere continuar no Tricolor e tentar buscar o seu espaço.

 

Estou entre aqueles que esperavam mais do Adenilson, entretanto, não estou entre os que querem crucifica-lo, isto porque alguns jogadores, assim como algumas frutas de um pomar,   levam tempo para maturar. Recentemente tivemos o exemplo do Jean Mota, que quase não   foi aproveitado e, em função da sua contratação a diretoria foi muito criticada.

 

De repente o jogador, que foi contratado para atuar a lateral-esquerda, passou a se destacar na posição de meia, despertando o interesse de outras equipes e culminando com a sua contratação por parte do Santos, onde vem atuando com certa frequência, embora ainda não seja reputado como titular absoluto.

 

Defendo, por essa razão, a premissa de que o Adenilson, que não quer sair do Fortaleza e tem todo o direito de querer cumprir o seu contrato,   de repente pode encontrar o seu posicionamento e condições técnicas ideais, voltando a ser aquele jogador que encantou a todos, enquanto defendia o Guarani de Juazeiro, razão porque considero que ainda possa vir a ser útil ao Tricolor.

 

Até o momento em que redigia essas mal  traçadas linhas o Tricolor contava com um quadro de 12.8787 sócios adimplentes, faltando apenas 122 adesões para o clube atingir a marca, que parece distante, de 13.000, quantitativamente muito pequena, em se considerando o tamanho da torcida tricolor.

 

Tenho batido de forma reiterada nessa tecla, por considerar que o futuro do Fortaleza pelo tamanho do seu quadro de sócios e, desculpe-me a franqueza, reputo como muito pequena essa adesão, que poderia considerar como caminhando em passo de tartaruga.

 

Relembro que para formar um bom elenco a condição sine qua non é o clube ter capital, ou ter caixa, de modo que a formatação de um grande elenco, passa pela resposta da torcida, com relação à sua adesão ao quadro de sócios e esse apoio tem que que ser imediato.

 

Supondo que o Fortaleza tenha somente 2.000.000 de torcedores e não tenho dúvidas de que esse número é maior, 12.878 sócios representam apenas 0,64% da sua torcida, ou seja, o quadro de sócios do Fortaleza representa menos de 1% do montante os seus adeptos.  

 

Por enquanto o clube está trabalhando com a meta de chegar a 2% do montante da sua torcida, cujo número seria de 20.000 sócios, quantia que lhe permitiria investir melhor na formação do elenco e na própria administração do clube.  

 

Hoje o clube lançou mais uma modalidade, com preço dos mais acessíveis, R$. 25,00 e contempla o torcedor do interior, que more a uma distância mínima de 50 quilômetros da capital e que terá todos os direitos dos demais planos. Uma boa medida do Departamento de Marketing que, por certo, contribuirá para a interiorização do programa de sócios do Fortaleza. Parabéns!

 

Pensamento do Dia - Não basta adquirir sabedoria; é preciso, além disso, saber utilizá-la. (Cícero).

 

Por hoje c’est fini.

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.