Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

ALTERAÇÃO NA TABELA DA SEGUNDA FASE DO CEARENSE - PANELA QUE MUITOS MEXEM OU SAI INSOSSA OU SALGADA

27 Feb 2018

                                              Cada vez mais unidos e contra o Fortaleza!

 

O Fortaleza tem um jogo importante contra o  Iguatu, que terminou a primeira etapa em terceiro lugar, sendo superado apenas pelo próprio Tricolor e pelo Ceará e superando o Ferroviário, de quem se esperava mais, especialmente depois de ter eliminado o Sport em plena Ilha do Retiro.

 

De certa forma o Iguatu nos surpreende em face dessa campanha excepcional, uma vez que, nos seus domínios, por exemplo, está invicto, vez que em 5 partidas venceu 3, empatou 2 e não sofreu nenhuma derrota, conquistando 11 pontos, em 15 prováveis, que lhes proporcionaram um percentual de desempenho de 73,3%.

 

Os números dizem muito da campanha iguatuense, que reputamos como quase irrepreensível, contudo, os confrontos falam muito mais, vez que, nos seus domínios não perdeu para os grandes, haja vista que superou o Ceará por 2 x 1,  e de virada,  e empatou com o Ferroviário em 1 x 1.

 

Na nossa avaliação se o Iguatu se houve tão bem contra times considerados de maior porte, o empate   em casa, contra o Floresta, em 1 x 1, mesmo placar da partida contra o Ferroviário, indiscutivelmente um time de menor porte, pode ser contabilizado como um dos seus fracassos.

 

Fora de casa, a campanha também é boa. Em quatro partidas, o Iguatu triunfou em dois confrontos, posto que, pelo mesmo placar de 2 x 0 venceu o Maranguape e o  Tiradentes,   por sinal os dois rebaixados,  e empatou apenas com o Uniclinic, e mais uma vez em 1 x 1. Perdeu tão somente para o Fortaleza, por 3 x 1.

 

O Azulão do Iguatu tem a melhor defesa, com 8 gols sofridos em 9 jogos, seguido do sistema defensivo do Tricolor, que sofreu 9. Tem o quarto melhor ataque, com 14 gols, perdendo apenas para Fortaleza e Ceará, que marcaram 22 e para o Ferroviário, que assinalou 15.

 

Todos esses dados nos dão a certeza de que o Tricolor, antes de se preocupar com o Clássico-Rei, tem que se voltar,  e de forma especialíssima, para o Iguatu, seu adversário de quinta-feira, no Castelão, que, como vimos, vem fazendo uma excelente campanha e que, pelo que se depreende, virá em busca da vitória que lhe permitirá sonhar com a classificação para as semifinais.

 

Muito cedo para falarmos em classificação, até porque a segunda fase ainda nem começou e já tem alteração na tabela.  Ceará e Ferroviário se uniram e pressionaram a Federação e como consequência dessa reivindicação os jogos de ambos, pela segunda fase, que seriam na sexta-feira, foram adiados sine die, ou seja, sem data fixada.

 

Por consequência desse adiamento  a última rodada da segunda fase, que estava prevista para se realizar no dia 18 de março, provavelmente, será estendida para do dia 22, uma quarta-feira, atrasando,  por conseguinte o início das semifinais.  

 

O Ferroviário, que contou com o apoio do Ceará, na empreitada, alega que não tem um grande elenco e por extensão um time alternativo. Nesse ponto discordo frontalmente, visto que, contra o Globo, pela Copa do Nordeste, escalou o segundo time, visando poupar o titular para o embate contra o Fortaleza.

 

Podemos inferir, outrossim, em relação à essa aliança firmada para defender interesses comuns, que os dois clubes, que sempre foram aliados, estão mais uma vez unidos com o intuito de envidar todos os esforços para evitar que o Fortaleza seja o campeão.

 

Acho essa preocupação desnecessária, visto que o todo poderoso é o Ceará e o emergente é o Ferroviário, de modo que o Tricolor tem que ficar atento, pois luta em todos os campos contra inimigos poderosos, a começar pelas arbitragens, cujo assunto abordaremos oportunamente.

 

Pensamento do Dia – Quem tem luz própria às vezes incomoda quem está no escuro.

 

Por hoje c’est fini.  

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.