Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

LONDRINA MOTIVADO PELA VITÓRIA FORA DE CASA SOBRE A PONTE PRETA.

30 Apr 2018

 

Não é oficial, pelo menos até o momento em que redigíamos  essas mal traçadas linhas, contudo o noticiário dar conta de que o atacante Leo Natel está deixando o Fortaleza, com destino ao Apoel do Chipre.

 

O atacante apareceu muito bem Fortaleza, por quem fez o seu primeiro gol como profissional, mas depois foi perdendo espaço dentro da equipe, pela qual fez dois gols em treze   partidas. Desejamos-lhe sorte no futebol cipriota.

 

O Fortaleza tem que repor duas posições, uma no ataque, diante da iminente saída do Leo Natel e outra no meio de campo, em razão da saída do Alan Mineiro, que entrou no segundo tempo da partida do Vila Nova 3 x 1 Sampaio Corrêa e se houve muito bem.

 

Interessante. No Fortaleza o jogador entrava em campo sem muito entusiasmo dando-nos a impressão de que a perna pesava uma tonelada, dado à falta de mobilidade. No Vila Nova entrou por cerca de 20 minutos, tomou conta do jogo e foi um dos artífices da vitória sobre o time maranhense.

 

E aí a gente pensa que entende de futebol, mas por mais catedráticos que formos, jamais conseguiremos explicar esse tipo de situação e nem  vou falar apenas do Alan Mineiro, mas lembro o nosso ídolo Rinaldo.

 

O ídolo tricolor andou por vários clubes, mas só no Fortaleza conseguiu desenvolver o seu bom futebol. É o caso de dizer que existem jogadores talhados para atuar e se tornarem ícones de determinados clubes.

 

Olhando a relação do Fortaleza para a partida contra o Londrina, vemos que o Roger Carvalho e o Adalberto ainda não estão à disposição do treinador para o difícil compromisso contra o time londrinense, nesta terça-feira.

 

Por falar em Londrina, assisti a sua partida fora de casa contra a Ponte preta, em que saiu vencedor por 1 x 0, indiscutivelmente uma grande vitória.

 

A Ponte Preta mostrou mais volume de jogo, teve mais posse de bola, mas com pouca objetividade e pecando nas finalizações. Esbarrou sempre na forte marcação do time londrinense, que é o seu ponto alto.  O meio e campo do Londrina bem compactado com quatro e até cinco jogadores praticamente não deixou a Ponte finalizar.

 

O centroavante Safira se movimenta bem pelos lados do campo, com muita velocidade. Foi apostando na velocidade dos seus atacantes que o Londrina, que não agrediu muito, complicou a vida da Ponte Preta.  

 

Em casa, mesmo priorizando a marcação, deve sair mais um pouco, objetivando propor o jogo. O Fortaleza deve ter muito cuidado com o ataque, muito  veloz,  e deve procurar equilibrar e se possível neutralizar o meio do campo, como caminhos para  vencer o jogo.

 

Por hoje c’est fini.   

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.