Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

SÉRIE B: DIA DE CALMARIA PARA OS INTEGRANTES DO G-4.

26 May 2018

 

Nas três partidas de ontem, que sequenciaram a sétima rodada não houve, a rigor, nenhuma surpresa. Em duas prevaleceram os mandantes, exatamente entre as equipes que pugnam no andar de cima, Avaí 3 x 1 Paysandu e Coritiba 2 x 0 Vila Nova. Na terceira partida se engalfinharam Atlético (GO) e Oeste, que frequentam a parte intermediária da tabela, cujo embate terminou empatado em 2 x 2.

 

Esperávamos um pouco  mais do Paysandu e do Vila Nova, entretanto os dois clubes não têm mostraram poder de recuperação, vez que vêm numa fase descendente, o Vila de um empate e duas derrotas e o Paysandu de  dois empates e uma derrota. Na próxima rodada ambos atuam em casa, com possiblidades de reverter o quadro.

 

A rodada se completa hoje com cinco jogos. No andar de baixo o Goiás, o 18º, com 2 pontos pega o Boa, inquilino do térreo, posto que encontra na lanterna da competição como apenas 1 ponto conquistado.

 

O Goiás é o favorito, com 54,3% de chances de vencer, mas mesmo saindo vitorioso, em pretendendo deixar a zona maldita,  terá que torcer por derrota do Brasil de Pelotas e ainda golear o oponente.

 

Ainda no andar inferior o Brasil de Pelotas, o 17º com 5 pontos e que tem o Goiás no seu encalço,   recebe o Londrina, o 11º com 8 pontos. O Brasil tem 42,5% de probabilidades de triunfar contra 28,6% do Londrina, percentuais, dos quais discordo um pouco, tendo e em vista que, na minha ótica,  o time londrinense é um dos visitantes que podem surpreender.

 

Na parte intermediaria da tabela se digladiam o Guarani, o 12º, com 7 pontos e o CRB, o 15º, com 6. Consoante os especialistas o Guarani é o favorito com 58%, o segundo mais cotado desse término de rodada e o CRB tem apenas 20,3% de possibilidades de triunfar.

 

Na mesma situação, em que qualquer dos contendores que vencer, ainda não tem como brigar na rodada por vaga no G-4, defrontam-se Sampaio, com 7 pontos e na décima terceira posição e a Ponte Preta, 14ª, também com 7. Jogo de seis pontos, pois quem vencer assumirá o lugar do perdedor.

 

Por fim o São Bento, na 9ª posição, com 10 pontos,  recebe o Juventude que se encontra na 16ª, no limiar da zona de degola, somando 6 pontos e que nessa rodada pode ser superado pelo Brasil de Pelotas, terminando a fase na zona maldita.

 

Partida importantíssimas para o São Bento que,   em saindo vencedor,  se desgarrará da zona intermediária e vai brigar com Figueirense e Vila Nova pela sexta e quinta posições, respectivamente. O São Bento é o mais cotado entre os litigantes de hoje, com 63% e deve confirmar o seu favoritismo.

 

Um término de rodada interessante, principalmente para as equipes no nível intermediário da tabela e que não afeta o G-4,  cujos membros,  livres de qualquer pressão,  plainam por um céu de brigadeiro.  Têm que aproveitar para recuperar as energias, pois a próxima rodada será de lhes tirar o fôlego.

 

Por hoje c’est fini.

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.