Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

COPA DO NORDESTE - FAVORITOS

17 Jan 2019

 

COPA DO NORDESTE – FAVORITOS

 

Faltando dois jogos para complementar a primeira rodada da Copa do Nordeste, que nesta etapa reúne confrontos entre os grupos A e B, estes como mandantes,   apenas o ABC saiu vitorioso na condição de  anfitrião,  enquanto o Fortaleza foi o único vencedor na categoria de  visitante. Os demais embates terminaram empatados.

 

CSA 1 x 1 Vitória, Bahia 1 x 1 CRB e Moto 1 x 1 Altos tiveram o mesmo placar, enquanto Botafogo (PB) e Santa Cruz ficaram no 0 x 0. Nesses resultados nos surpreende o do Bahia, favorito no confronto contra o CRB.

 

O esquadrão baiano, em que pese ter perdido peças importantes, fez contratações à altura que, ao que parece, ainda não influíram no seu desempenho, posto que, de acordo com os especialistas, é o mais indicado para a conquista do título da competição.

 

Diante desses resultados magros, que de certa forma surpreenderam os analistas, fizemos um levantamento das possibilidades de cada equipe, tanto com relação à classificação na primeira fase, quanto com referência à conquista do título.

 

Começamos essa pesquisa pelos grupos que, no nosso ponto de vista estão equilibrados. Tivéssemos que opinar sobre a superioridade técnica de um desses conjuntos escolheríamos o B, como o mais forte, em função do Bahia, de grande poderio econômico e técnico e do Ceará, que teve   dificuldades na Série A, mas que conseguiu se recuperar.

 

Para os especialistas o Bahia e o Ceará são os favoritos para conquistar o cetro máximo, seguidos de perto por Fortaleza e Vitória. Por essa linha de raciocínio as outras quatro vagas para credenciamento à segunda fase seria disputas pelos outros 12 clubes.

 

Com relação ao Bahia que perdeu jogadores de peso, como o Zé Rafael, avaliam os preditores que o clube renovou com jogadores de peso, como o Gilberto, Régis e Ramiro e  ainda se reforçou com atletas de renome como Hernando do Inter,   Guilherme, do Corinthians e Rogério do Sport, mantendo o seu poder de fogo.

 

Com referência ao Ceará avaliam que o clube manteve jogadores importantes como Everson, Ricardinho e Juninho Quixadá e ainda conseguiu bons reforços. Ademais o clube praticamente manteve a sua espinha dorsal defensiva, credenciando-se a brigar pelo título.

 

O Vitória, a despeito de ter sido rebaixado, na opinião dos experts fez boas contratações, a exemplo do zagueiro Thales e do meia Andrigo, ambos do Internacional e do zagueiro Edcarlos, do Olímpia. Tem ainda como destaques o meia Ruy, vindo do Coritiba e o atacante Léo Ceará.

 

O Fortaleza, por sua vez, mesmo perdendo jogadores de peso, como Dodô, Gustagol e   Marcinho, consoante os analistas, “ainda tem um esquema tático sólido montado por Rogério Ceni”. Tem como destaques o goleiro Boeck e o meia Marlon e fez boas contratações, de que são exemplos o Junior Santos, o Madson e Pedro Junior.

 

No Grupo A os comentadores conjeturam que as outras duas vagas serão disputadas por  três   clubes: Santa Cruz,  uma interrogação em razão dos problemas financeiros;  CRB, em formação, que contratou 19 jogadores, carecendo de entrosamento e Sampaio Corrêa,  que sofreu um verdadeiro desmanche.

 

Salgueiro e Altos são azarões, mas que podem lutar por uma vaga. O  Sergipe, consoante essas análises é o time de menor quilate técnico da competição e não aspira praticamente nada.

 

No Grupo B restaria no frigir dos ovos apenas uma vaga, isto porque a terceira seria do CSA, que se reforçou bem para à  Série A.  A última sairia para o time que vitorioso na  batalha travada entre ABC, Confiança, Botafogo (PB) e Moto Clube.

 

O ABC, por tradição poderia ser o dono da quarta vaga, contudo é uma equipe em transição, visto que manteve somente 6 jogadores do elenco de 2018,  dentre os quais se destaca o volante Anderson Pedra. As suas principais contratações foram o atacante Wallyson do Vitória e o zagueiro Adalberto do Fortaleza.

 

Lutando com o ABC pela quarta vaga,  Confiança, Salgueiro e Moto têm  chances remotas.  A formação do grupo não os ajudou, isto porque, de cara o grupo conta com quatro clubes tradicionais, Bahia, Ceará, CSA e ABC, teoricamente, os donos das vagas.

 

A rodada termina hoje com Ceará x Sampaio, em que o time de Porangabuçu deve confirmar o seu favoritismo e Confiança e Salgueiro, uma partida sem favoritos, mas que pelo fator casa deve pontilhar o Confiança.

 

Por hoje c’est fini.  

 

       

 

 

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.