Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

TORCIDA DO FORTALEZA - TOP-4 DA SÉRIE A

28 May 2019

                                SUB-13 - CAMPEÃO DA ARENA CUP DE 2019 - (Foto Divulgação).]

 

TORCIDA TOP-4 DA SÉRIE A

 

Na partida Fortaleza 1 x 1 Vasco da Gama compareceram cerca de 21.000 sócios, que correspondem a um percentual de 70% do quadro de sócios ativos. Esses números nos permitem concluir que o Presidente Vargas, não mais comporta jogos do  Tricolor de Aço, que pontifica como o time de maior torcida do Estado.

 

Não falamos isso gratuitamente ou tão somente possuídos do espírito de torcedor,   mas fundamentados em dados que vêm sendo divulgados há algum tempo, especialmente pelo Globo.com, que colocam o nosso clube no top-10 entre as torcidas que mais comparecem aos estádios no país.

 

Considerando apenas a Série A, na posição de momento o Tricolor, com média de 31.057 pagantes, se insere no Top-5, ocupando a quarta posição. Perde para Flamengo (45.047), São Paulo (36.640), Corinthians (33.401) e ganha do Palmeiras (29.436).

 

Não devemos esquecer que terminada a quinta  rodada,   o time alviverde se configura como o líder da competição, enquanto o Fortaleza figura na 14ª posição e no instante em que escrevemos essas coluna, às 9h15m,  conta com 30.387 sócios.

 

Não temos o dom da predição, contudo, podemos vaticinar que se o time avançar na tabela ficando, pelo menos ao nível ou no patamar de Sul-Americana,  chegaremos facilmente aos 40.000 sócios, dependendo apenas do sucesso da  gestão do staff diretivo,  no tocante à requalificação do elenco.

 

A ética jornalística é o conjunto de normas e procedimentos éticos que regem a atividade do jornalismo. Ela se refere à conduta desejável esperada do profissional. (Wikipédia).

 

Baseado nesse princípio avalio que o   jornalista ou o radialista pode até se arvorar de ser bom, embora não seja uma atitude “politicamente correta”, porém achar-se “o rei da cocada preta” e ainda por cima denegrindo a imagem dos concorrentes e se utilizando de termos pejorativos, me parece uma postura abominável. Quem tiver ouvidos ouça!

 

Determinados profissionais podem até  não gostar do Ceni, contudo culpá-lo publicamente pela contusão do Edinho, lamentável para todos nós, isto porque ao lado do treinador tricolor existe uma estrutura médica-fisiológica que aponta os jogadores com maiores probabilidades de contusão, parece-me fora de propósitos.

 

Embasado nessa linha lógica de raciocínio não tenho a menor dúvidas de que nessa lista não estava o Edinho, um jogador jovem e com mais probabilidades de suportar o tranco.

 

Ademais o Ceni, como profissional correto que foi e o é, jamais exigiria de um colega que entrasse em campo no sacrifício, pondo em risco a sua própria saúde e o desempenho do time, por mais importante que fosse o jogo.

 

Não bastasse essa linha de raciocínio defendo ainda a premissa de que o Ceni, se tivesse certeza de que o Edinho poderia se contundir, não o colocaria em campo especialmente por ter um jogo importante pela Copa do Nordeste, que precisamos vencer.

 

Não devemos esquecer que o Edinho, no momento em que entra em campo se submete a um risco maior do que o dos outros atletas, tendo em vista que é um dos jogadores tricolores mais caçados pelos adversários e, não raro, sob a complacência e a conivência dos árbitros.

 

Mudamos um pouco o enfoque para parabenizar o Sub-13 tricolor que na última sexta-feira, 24 do corrente, sagrou-se bicampeão da Arena Cup, ao vencer o Juazeiro por 1 x 0, em jogo realizado na Areninha do Rodolfo Teófilo.

 

O gol foi marcado pelo atleta Vitinho, cobrando penalidade aos 25 minutos da etapa complementar.  Além do Vitinho a equipe campeã teve como destaques, Leonardo Cavalcante, artilheiro da competição e Pedro Ítalo, melhor goleiro. Parabéns ao Roberto Moreira e à sua equipe.

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.