Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

TOQUE DE LETRA

 

 

1 – PENSAMENTO DO DIA

 

Sonhar faz pulsar o coração (Advíncula Nobre).

 

2 – O DIA DE HOJE NA HISTÓRIA DO FEC

 

03 de junho de 1928 – Fortaleza 5 x 1 Ceará

 

3 – TOQUE DE LETRA

 

O Fortaleza não tem descanso, isto porque se não bastassem os 9 jogos em 29 dias que deram uma média de 1 jogo a cada 3,22 dias, incluindo-se as viagens nos jogos fora de casa, continua, literalmente, a sua via-crúcis vez que em 10 dias fará 4 jogos como visitante, que correspondem a uma média de 1 jogo a cada 2,5 dias.

Não foram e nem são jogos de pouca significância ou apenas para cumprir tabela, pelo contrário, todos foram e são da maior importância.

O primeiro no dia 29 de maio contra o Botafogo pela decisão da Copa do Nordeste, um jogo difícil, em que o Tricolor se desdobrou para vencer por 1 x 0 e arrebatar o título.

 O segundo, diante de um Flamengo cheio de problemas, que tinha a obrigação de vencer, posto que, a despeito de vir de uma vitória sobre o Athlético Paranaense por 3 x 2, a torcida estava insatisfeita, tanto é que esse descontentamento redundou na queda do técnico Abel Braga.

Já nessa quarta-feira, enfrentará na Arena da Baixada, pelo jogo de ida da Copa do Brasil, Um Athlético Paranaense, que vem embalado nas competições de que participa, e um exemplo é o triunfo acachapante de 3 x 0, sobre o Fluminense.

A vitória de quaisquer dos dois contendores, visto que o jogo de ida foi 0 x 0, e espero que seja do Fortaleza, classificará o vencedor para as quartas de final.

Por fim fecha a maratona no próximo sábado, dia 8 de junho, no Estádio Centenário, contra o Grêmio, que também precisa vencer para deixar a zona de rebaixamento e começar a sua recuperação na competição.

A pergunta é simples: Num ritmo de um jogo a cada dois dias e meio, além do mais o time tendo que viajar do Nordeste ao Sul, que tempo sobra para treinar e para o repouso dos jogadores?  

Precisamos que a torcida, entendendo essa jornada estafante, seja muito compreensiva com uma equipe que, mesmo em meio à essas dificuldades, tem mostrado fibra e pontificado como um time de guerreiros.

 

4 – DESTAQUES

 

1 – SEGUE O CALVÁRIO DO VASCO

 

O Vasco da Gama chega à sétima rodada sem vencer a ninguém. São 3 empates pelo mesmo placar de 1 x 1: Fortaleza, Avaí e Corinthians.

 

2 – MAIOR SALDO NEGATIVO

 

O Vasco marcou 5 gols e sofreu 13, apresentando o maior saldo negativo da competição, 8 gols.

 

3 – PALMEIRAS

 

Palmeiras com um jogo a menos segue líder. Os pontos da vitória sobre o Botafogo fora se forem confirmados pelo STJD, e acredito que serão, pois assim não adiantaria ter VAR, colocará uma margem de 4 pontos sobre o Atlético Mineiro, o segundo colocado.

 

4 – FUNDADO COM AS CORES LILASES

 

O Ceará foi fundado em 2 de junho de 1914, completando 105 anos ontem, por “24 bons moços” e com as cores lilases: Calção branco e camisa lilás. Está na história...

 

5 -  DUELANDO COM GIGANTES

 

O Tricolor nas primeiras 7 rodadas enfrentou nada mais e nada menos do que 5 gigantes:  Palmeiras, Atlético (PR), Botafogo, São Paulo e Flamengo, 4 dos quais fora de casa.   

 

6 – RIVAL-  CAMINHO MAIS APLAINADO

 

O nosso rival, nas primeiras 7 rodadas enfrentou apenas 4: Cruzeiro, Atlético Mineiro, Grêmio e Santos e 3 dos quais em casa. Isso pode fazer a diferença no segundo turno, na hora da “onça beber água”.

 

BONNE NUIT, À DEMAIN!

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.