Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

A

 

 

 

A SORTE ESTÁ LANÇADA: VAMOS À VITORIA!

 

 

 

Cinco clubes estão classificados para as quartas de final da Copa do Brasil: Palmeiras, Grêmio, Internacional, Bahia e Flamengo e 6 lutam pelas últimas 3 vagas: Athlético Paranaense x Fortaleza; Santos x Atlético Mineiro e Cruzeiro x Fluminense.

 

Atlético Paranaense e Fortaleza decidem a classificação hoje quarta-feira, dia 5 de junho, às 19h15m, na Arena da Baixada. Nesta quinta, 6 de junho, o Santos recebe o Atlético Mineiro no Pacaembu, às 20h e o Cruzeiro enfrenta o Fluminense no Mineirão, às 19h15m.

 

Consoante o site Chance de Gol, especializado em previsões matemáticas as possibilidades de os seis contendores chegarem às quartas de final, são as que se seguem:

Santos:             55,8%

Atlético (MG):   44,2%

Athletico (PR):  65%

Fortaleza:          35%

Cruzeiro:           65,4%

Fluminense:      34,6%

 

Vemos que o Cruzeiro, entre os seis é o maior favorito, seguido do nosso adversário de logo mais, o Athletico Paranaense,   porquanto o  Fluminense é o que tem menores possibilidades de se classificar, acompanhado do Fortaleza.

 

Isto posto vamos tratar do nosso embate, seguramente, um dos mais difíceis do Tricolor no ano em curso, haja vista que enfrentará um Athletico Paranaense motivado e que, em seus domínios é quase imbatível.

 

No Brasileirão, em 7 rodadas fez 4 partidas em casa e perdeu apenas para o Corinthians por 2 x 0 e com um time misto, escalado em função de disputar concomitantemente a Libertadores, na qual se classificou para a fase seguinte em segundo lugar, ficando atrás somente do Boca Juniors.

 

Na Libertadores fez 3 partidas em casa e encontrou dificuldades em apenas uma, vez que venceu o Tolima do Peru apenas por 1 x 0. Goleou o famoso Boca Juniors por 3 x 0 e o Jorge Wilstermann da Colômbia por 4 x 0.

 

Na copa do Brasil, similarmente ao Fortaleza, por força do regulamento, uma vez que os clubes da Libertadores entram na competição apenas nas oitavas de final, assim como o campeão da Série B, o Athlético tem apenas um empate, fora de casa, com o próprio Tricolor, em 0 x 0.

 

Alguém menos avisado pode me criticar por, supostamente, está fazendo apologia ou enaltecendo o adversário e não é nada disso. Estou deixando patente o tamanho do nosso desafio de logo mais, que se torna ainda maior se considerarmos que o Fortaleza vem disputando uma partida a cada 2,85 dias.

 

O Athlético, em 19 jogos no ano em curso   perdeu apenas 3 partidas. 2 x 0 para o Corinthians, que já citamos e pelo Paranaense, para o Toledo por 1 x 0 e Londrina por  4 x 1. Em contrapartida aplicou a maior goleada do certame, ao vencer na Arena da Baixada o próprio Toledo por 8 x 2.

 

Diante de tanto poderio a pergunta que nos vem à mente é a seguinte: E quais são as chances reais do Fortaleza? Pode ser que o Leão do Pici, por vários motivos, dentre os quais a jornada extenuante e as contusões, não faça uma grande partida. É possível.

 

O Tricolor, entretanto, para o nosso alento e para elevar a nossa autoestima, neste ano, em nove mata-matas venceu 8 e empatou apenas 1, por sinal com o próprio Athletico. Rezemos para que repita a façanha.

 

Jogando na Arena e  pela Série A,   os dois clubes já se defrontaram em 3 oportunidades.  O Athletico venceu uma por 3 x 1 e aconteceram dois zero a zero. Será que hoje não é o dia da nossa primeira vitória? Pode ser. Que os deuses nos ajudem.

 

Temos a curiosidade de saber como será armado o time do Fortaleza, especialmente pelo fato de que alguns jogadores não podem ser acionados em razão de já terem atuado por outras equipes na competição: Juninho, Wellington Paulista e Kieza.

 

Não gosto de especular sobre formação, contudo, acredito que há grandes possibilidades do Rogério entrar com um 4-3-3, formando o meio de campo com Felipe, Araruna e Dodô.

 

No mais o time será praticamente o mesmo, a exceção do gol em que o Felipe Alves, neste sistema de revezamento, poderá ser o titular. Alea jacta est. Ad victoriam!

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.