Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

BRASILEIRÃO – ALGUMAS ESTATÍSTICAS

17 Jun 2019

 

 

BRASILEIRÃO – ALGUMAS ESTATÍSTICAS

 

Quem escreve sobre futebol, mesmo reportando-se apenas à uma equipe, o meu caso, tem a obrigação de escrever sobre fatos verdadeiros, sob pena de perder a credibilidade, posto que o torcedor, em se tratando de análise futebolística, jamais pode se fundir com o comentarista.

 

Recentemente escrevi no meu Toque de Letra, utilizando-me de informações de um site, que o Fortaleza, na era de pontos corridos, de 2003 a 23018 conquistara mais pontos do que o Ceará. Consoante as informações o Fortaleza havia somado 140 pontos contra 132 do nosso rival.

 

Fui contestado por algumas pessoas, que não atinaram para o fato de que o site se reportava à Série A, na qual,  de 2003 para cá os dois clubes, incluindo a participação conjunta deste ano, atuaram em quatro edições.

 

Na eventualidade de os dados se referirem à Série B, os contestadores teriam mais do que razão em reclamar, isto porque, de 2006, ano em que se iniciou o modelo de pontos corridos, a 2018, o teve Ceará mais participações.

 

Foram 10 participações do Ceará, nas quais somou 541 pontos, contra apenas 4 do Fortaleza, que amealhou somente 210, contudo a média de pontos por edição está muito parelha, vez que a do Ceará é de 54,1 enquanto a do Tricolor é de 52,5.

 

Em se tratando de Série A, cujo modelo de pontos corridos começou em 2003, a coisa muda de figura, visto que os dois clubes, incluindo-se as participações desse ano, atuaram em quatro edições e, na somatória de pontos o Tricolor leva vantagem.

 

O Fortaleza participou em 2003, somando 49 pontos; 2005, conquistando 55 pontos e em 2006 amealhando 38, cujo montante é de 142 pontos. O Ceará participou em 2010 obtendo 47 pontos; 2011, somando 39 e 2018 amealhando 44, totalizando 130 pontos.

 

Lembramos que neste ano os dois clubes estão empatados em 10 pontos e a nossa expectativa é a de que o Fortaleza amplie essa vantagem que, atualmente, é de 12 pontos.

 

Na Série A como um todo, isto é, de 1971 a 2019 o Fortaleza tem 16 participações, somando 324 pontos e o Ceará tem 17, somando 401 pontos.

 

A melhor participação do Tricolor ocorreu em 2005, quando ficou em 13º (décimo terceiro) lugar. A Pior participação aconteceu em 1979 em que, num certame com 94 clubes, ficou em 79º (septuagésimo nono) lugar, ressalvando-se que o Ceará ficou em 45º.

 

A melhor participação do Ceará ocorreu em 1985, quando se classificou em 7º (sétimo) lugar.  A sua pior participação ocorreu no ano inaugural da Série A,  em 1971, quando terminou na “lanterna”.

 

O Ceará não está sozinho como fona da competição, uma vez que praticamente todos os clubes grandes do Nordeste já tiveram esse dissabor e alguns por mais de uma vez. Vejamo-los:

 

Sport (1999, 2001 e 2009); Sergipe (1972, 1973 e 1985); América – RN (1998 e 2007); Náutico (1994 e 2013); Santa Cruz (2000 e 2006); CSA, 1974; Campinense,1975; Maranhão, 1980; River, 1982; Treze, 1983; Vitória, 1991 e Bahia, 2003.

 

O nosso rival, que fez a avant-première da lanterna, no Brasileirão, está na companhia ilustre de verdadeiros pesos pesados do futebol brasileiro. Ei-los:

 

Corinthians, 1987; Coritiba, 1989; Atlético Mineiro, 1993; Botafogo, 2002; Grêmio, 2004; Avaí, 2011; Figueirense, 2012; Criciúma, 2014; Joinville, 2015; América Mineiro, 2016; Atlético (GO), 2017 e Paraná, 2018.

 

Temos os clubes que nunca estiveram na lanterna, dentre os quais alguns que estão numa espécie de hibernação, mas que participaram de várias edições, casos de São Caetano, América (RJ) e outros. Vamos à lista:

 

Atlético (PR), ABC, América (RJ), Cruzeiro, CRB, Fortaleza, Flamengo, Fluminense, Goiás, Guarani (SP), Internacional, Juventude, Palmeiras, Portuguesa, Ponte Preta, São Caetano, São Paulo, Santos,    Vasco e Vila Nova.

 

advinculanobre@hotmail.com

 

 

Por hoje c'est fini

 

.

 

Por hoje c’est fini.

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.