Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

FORTALEZA X CORINTHIANS - DUELO DE CAMPEÕES!

27 Jul 2019

   

                        ROGÉRIO CENI - ODIADO PELOS CORINTIANOS - GRAÇAS A DEUS!

 

 

FORTALEZA X CORINTHIANS – DUELO DE CAMPEÕES!

 

 

Demonstramos recentemente, na nossa modesta coluna, que o Rogério Ceni e o Fábio Carille são os dois únicos treinadores brasileiros que conseguiram conquistar títulos importantes no início da carreira como técnicos.  

 

Ambos têm três títulos nos primeiros dois anos, e não obstante o Carille ter feito essas conquista num intervalo maior de tempo, os seus triunfos, há que se reconhecer,   são um pouquinho mais importantes, contudo, não podemos deixar de observar que o Corinthians tinha uma infraestrutura infinitamente maior do que a do Fortaleza, razão por que o valor dessas conquistas se torna equivalente.

 

Não fazemos parte do observatório da imprensa, mas fazemos essas observações para rebatermos com veemência a afirmação de um dos comentaristas do Programa Trem Bala, que diariamente ofende o Rogério Ceni,  e que afirmou peremptoriamente, como se tivesse bola de cristal,  que o Tricolor perderá a partida.

 

Consoante o comentarista, que atende pela alcunha de Homem Mau, o Fortaleza será derrotado fragorosamente por dois motivos: Primeiro porque o Corinthians é melhor e em segundo lugar porque o Carille é melhor do que o Ceni. Alega ainda tabu e essas baboseiras todas.

 

Para começo de assunto trata-se de um embate entre dois grandes clubes do país, dois campeões brasileiros, que são detentores de duas grandes torcidas, handicap que os clubes defendidos pelo aquele comentarista não têm, de modo que qualquer resultado estará dentro da normalidade, principalmente se o Fortaleza for o vencedor.

 

Não fazemos essa afirmação escudado tão somente na paixão, por vezes incontida,  que nos move como torcedores. Defendemos essa premissa não embasados em resultados anteriores e num pretenso tabu que faz parte do passado, mas sim na performance dos dois clubes na atual   edição do Brasileirão.  

 

O Fortaleza na contingência de mandante fez 5 partidas: 2 x 1 no Athlético Paranaense;  0 x 1 no São Paulo;  1 x 1 no Vasco; 2 x 1 no Cruzeiro e 2 x 0 no Avaí.  Conquistou 3 vitórias, 1 empate e sofreu 1 derrota   amealhando 10 pontos em 15 possíveis e apresentando um percentual de desempenho de 66,66%.

 

O Corinthians na situação de visitante fez também 5 jogos: 2 x 3 no Bahia; 1 x 1 no Vasco; 2 x 0 no Athlético Paranaense; 0 x 0 no Cruzeiro e 0 x 1 no Santos.  Amealhou 1 vitória, cedeu 2 empates e sofreu 2 derrotas   somando 5 pontos em 15 prováveis e apresentando um percentual de desempenho de 33,33%.

 

O Fortaleza, na condição de mandante fez 7 gols e sofreu 4, apresentando um saldo de 3 tentos. O Corinthians como visitante assinalou 5 gols e sofreu outros 5, ostentando saldo zero.

 

Os dois clubes tiveram nos 5 adversários, 3 em comum: Athlético Paranaense, Vasco e Cruzeiro e que se tem de interessante, além desse fato, é que a campanha do Tricolor de Aço como mandante, 66,66% é exatamente o dobro da campanha do time paulista, enquanto visitante, 33,33%.

 

Cotejando um pouco mais o desempenho dos dois clubes, nas 11 primeiras rodadas,     ressalvando que o time paulista tem um jogo a menos, verificamos que o Fortaleza tem um ataque melhor: 12 gols contra 9 do adversário. Em termos de defesa o Corinthians tem a supremacia: 6 contra 15.

 

Acreditamos piamente na vitória do Fortaleza, até porque o time vem crescendo de produção e os problemas vêm diminuindo gradativamente, mas os números nos mostram sobejamente que teremos, em termos de compartimentos, dois embates duríssimos, que de certa forma devem preocupar o Rogério Ceni.  

 

O primeiro dar-se-á entre um ataque relativamente bom, o do Fortaleza, com 12 gols e uma defesa que está entre as melhores do certame, a do Corinthians, que sofreu apenas 6 gols.

 

O segundo será travado entre um ataque apenas razoável, o do Corinthians, com 9 gols, contra uma defesa, que precisa melhorar, a do Fortaleza, que já sofreu 15 gols em 11 jogos, ou 1,37 gols por partida.  

 

Essa é uma grande preocupação do Rogério que terá que identificar o ponto de estrangulamento, que poderá ser tanto no miolo da zaga, erros de posicionamento, como no setor de proteção, que pode carecer de uma marcação mais forte.

 

Certo é certo que nos 3 últimos jogos a defesa tricolor sofreu apenas 2 gols, mas para um time que quer e dará  voos mais altos,  deduz-se que o sistema defensivo tricolor ainda necessita de um pouco mais de ajuste.  Torçamos para que pelo menos mantenha a performance atual.

 

Por hoje c’est fini.    

 

  

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.