Desenvolvido por:

(88) 9 9776 7362

© 2016 por "Fortaleza Sempre". Orgulhosamente criado com Go Gestor

APOSTO TODAS AS MINHAS FICHAS NO CARIÚS E NO WELLINGTON PAULISTA.

                    FOTO DIVULGAÇÃO - ASSESSORIA DE IMPRENSA TRICOLOR

 

 

TEMOS CARIÚS E APOSTO AS MINHAS FICHAS NELE E NO WELLINGTON PAULISTA.

 

 

 O Fortaleza não passando em branco em termos de contratação, apresentou o atacante Edson Cariús, que brilhou em temporadas anteriores por Floresta e   Ferroviário, e com passagem recente pelo CRB, onde não foi bem sucedido.  Trata-se de um goleador que esperamos demonstre no Fortaleza a mesma aptidão para marcar que teve  nas equipes predecessoras.

 

Reportamo-nos a um atleta que foi evoluindo no decorrer da própria carreira, haja vista que   não passou pelas categorias de base e   iniciou a carreira tardiamente, em 2012 com 24 anos, enfrentando inúmeras dificuldades para se adaptar ao futebol profissional, especialmente nos primeiros três anos.

 

Iniciou a carreira no Iguatu em 2012, mas não jogou no citado ano. Naquele ano também passou pelo Barbalha, jogando duas partidas, mas sem marcar gols. Em 2014 voltou ao Iguatu, mas, como já havia ocorrido não foi acionado.

 

Em 2015 foi para o Quixadá onde começou a mostrar os seus dons de artilheiro, tendo em vista que em 14 jogos assinalou 6 gols, com média de 0,42 gols por jogo. Neste mesmo ano esteve no Coruripe (AL) e no Iguatu, mas não foi utilizado.

 

Em 2016 esteve no Sousa, da cidade de mesmo nome,  na Paraíba, por quem fez 2 partidas e marcou 1 gol, com média de 0,5 gols por partida, que já pode ser considerada como relativamente boa.  Continuando o calvário por times pequenos passou pelo Alto Santo, mas não jogou.

 

Podemos dizer efetivamente que a sua carreira começou para valer e  deslanchou em 2017, quando atuou pelo Uniclinic, no Campeonato Cearense e,  em 16 jogos fez 9 gols, apresentando uma média de 0,56 gols por partida, excepcional para um centroavante, principalmente de time pequeno.

 

Em 2017 e 2018 fez 25 jogos pelo Floresta marcando 11 gols, média de 0,44 gols por embate. Ressalve-se que em 2018, defendendo o Floresta ficou na terceira colocação na artilharia do Cearense,  com 10 gols, perdendo somente para o Arthur Cabral, do Ceará, que marcou 11 e para o Gustagol, do Fortaleza,   artilheiro do certame com 16.  

 

Em 2018 e 2019 atuou pelo Ferroviário em 54 jogos, marcando 35 gols, apresentando uma média de 0,65 gols por jogo, excelente e que poucos artilheiros do Brasil ostentam no curriculum. Em 2018 foi artilheiro da Série D, pelo Ferroviário, marcando 11 gols.

 

Os seus dois únicos títulos foram conquistados também pelo Ferroviário: Copa Fares Lopes de 2018 e Campeonato Brasileiro da Série D.  Acreditamos que se tiver as oportunidades devidas no Fortaleza, com certeza a sua estrela que, como dissemos, começou a ascender em 2017, continuará brilhando.

 

Ao ser apresentado ontem o atleta se mostrou muito feliz por vestir a camisa do segundo clube grande da sua carreira, declaração que foi de certa forma interpretada equivocada e maldosamente por algumas pessoas que ficam procurando chifre em cabeça de cobra.

 

Há que se considerar que, embora o Ferroviário tenha passado por alguns problemas nos últimos anos, vem iniciando   um processo célere de recuperação e, mesmo assim, indubitavelmente, ainda é a terceira força do futebol cearense e, portanto, um dos nossos grandes clubes.

 

 

Conforme vimos a trajetória do Cariús foi quase toda em times pequenos e,  ora vestido a camisa do clube mais laureado do nosso futebol,  tem mais é que chorar e se sentir honrado.  Vamos torcer para que, conforme ocorreu no Flamengo, em que três jogadores  assinalaram quase todos os gols do time, ocorra o mesmo com ele e o Wellington Paulista, perfeitamente possível vez que o Rogério também  gosta de atuar com dois centroavantes.

 

Isto posto, o Cariús ao vestir a camisa do Fortaleza oficialmente, declarou estar realizando um sonho de criança e que tudo fará para corresponder a oportunidade que lhe foi oferecida. Promete duas dezenas de gols. Ficaremos na torcida.

 

Por tudo isso só nos resta apoiar um jogador que, sem sobra de dúvidas, buscará honrar a tradição do nosso manto sagrado, cujo sonho  maior era o de a envergá-lo. Não tenho dúvidas de que o mesmo dará o sangue na defesa dos objetivos do Fortaleza.

 

O que me dar frouxos de riso é que para “Los Comediantes” o Cariús no ano passado era o melhor jogador do mundo, mas como não foi para o Ceará, agora é tratado com desdém.  Tem nada não, pois enquanto isso a caravana vai passando.

 

Por hoje c’est fini.

 

 

 

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
POR TRÁS DO BLOG
Advíncula Nobre

Advíncula Nobre, colaborava com o site Razão Tricolor e quando esse encerrou, passei a colaborar com os Leões da Caponga, que também encerrou as atividades, quando então ainda residindo em Guarabira (PB), resolvi criar o site para publicar a Coluna do Nobre, que eu já publicava no Leões da Caponga. Isso aconteceu há cerca de 11 (onze) anos. Sou formado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, turma de 1989 e funcionário aposentado do Banco do Brasil. Torço pelo Fortaleza Esporte Clube desde Outubro de 1960 e comecei a frequentar o Estádio Presidente Vargas, na condição de menino pobre na "hora do pobre". O estádio abria 15 minutos antes do término da partida para que os menos favorecidos tivessem acesso. Foi assim que comecei a torcer pelo Fortaleza. Morei em Guarabira (PB) por 27 anos e sempre vinha assistir a jogos do meu time. Guarabira (PB) dista 85 Km de João Pessoa capital Paraíbana e 650 km de nossa cidade Fortaleza (CE). Também morei em Patos (PB), Pau dos Ferros (RN), Nova Cruz (RN) União (PI) e Teresina (PI). Também cursei Administração de Empresas e Direito, em virtude de transferências, não terminei essas duas faculdades. Era o meu emprego e o pão de cada dia ou as faculdades.